Australian Open 2013, parte 2.

Entramos na segunda semana do Australian Open e muitas surpresas aconteceram na chave de duplas, como sempre. O ano vira, muitas mudanças de times ocorrem, jogadores de simples costumam começar o ano melhor e bem, vira uma zona.
Vamos a um resuminho, bem inho mesmo, de tudo.

  • Confrontos das quartas de final:
    [1]Bryan/Bryan x Bracciali/Dlouhy
    Cabal/Farah x Bolelli/Fognini
    [3]Granollers/Lopez x Bellucci/Paire (acontece hoje, dia 21/01, não antes das 23h30, com transmissão da ESPN+ e do site do torneio)
    [11]Marrero/Verdasco x Haase/Sijsling
  • Seeds que caíram na primeira semana:
    [2] Paes/Stepanek – 1ª rodada para Anderson/Erlich
    [4] Mirnyi/Tecau – 2ª rodada para Baghdatis/Dimitrov
    [5] Bhupathi/Nestor – 3ª rodada para Bolelli/Fognini
    [6] Qureshi/Rojer – 3ª rodada para Bellucci/Paire
    [7] Lindstedt/Zimonjic – 2ª rodada para Benneteau/Roger-Vasselin
    [8] Fyrstenberg/Matkowski – 1ª rodada para Peers/Smith
    [9] Peya/Soares – 2ª rodada para Bellucci/Paire
    [10] Dodig/Melo – 1ª rodada para Bracciali/Dlouhy
    [12] Bopanna/Ram – 2ª rodada para Bolelli/Fognini
    [13] Gonzalez/Lipsky – 1ª rodada para Butorac/Hanley
    [14] Knowle/Polasek – 1ª rodada para Lu/Soeda
    [15] Cermak/Mertinak – 1ª rodada para Chardy/Kubot
    [16] Marray/Sá – 2ª rodada para Haase/Sijsling
  • Decepção: Paes/Stepanek
    Defendiam o título, mas acabaram caindo na primeiro rodada para Anderson/Erlich em sets diretos, numa partida bastante apagada dos dois. E o Galã de Praga não liga, estava mesmo era soltinho para jogar simples. Soltinho demais, como dá pra ver aqui e aqui.
  • Surpresa: Bellucci/Paire
    Não poderia ser outro time. Bellaire, Benucci, Pairlucci. Não interessa, eles mal se conheciam, como podem ver nessa entrevista feita por Alexandre Cossenza, e derrubaram dois seeds, incluindo o compatriota Bruno Soares. Fresh Prince of Bellaire.
  • Zebra: Haase/Sijsling
    Sim, Robin Haase tem um título de duplas. Mas ambos se quer haviam vencido uma partida de duplas em Grand Slam e chegaram nas quartas derrubando Anderson/Erlich. Torta holandesa.
  • Bom te ver de volta: Lukas Dlouhy
    “Mas ele não tinha aposentado?” foi um dos comentários que ouvi durante a semana. O vencedor de Roland Garros e US Open 2009 (ao lado de Leander Paes) ressurgiu das cinzas, depois de dois anos apagados e peregrinando pelo circuito. Seja muito bem vindo de volta à elite, tcheco. E talvez você não se lembre, mas ele é bi-campeão do Brasil Open, quando ainda era realizado na Costa do Sauípe. Vem pra cá, Lukas!
  • Ay caramba: Cabal/Farah
    O poder colombiano vingou! Anotem na agendinha que esses dois vocês verão no Brasil Open. Cabal, finalista de Roland Garros 2011 (com Schwank) e Farah, dono das duas medalhas de ouro (simples e duplas, com… Cabal!) no Pan Americano de Guadalajara, se deram bem na chave com a queda precoce de Knowle/Polasek, surpreenderam e estão nas quartas de final. Gosto demais desses dois, olho neles.Estão na torcida por quem? Em quem apostam para o título? Escrevam na caixinha de comentários. 🙂
Anúncios

6 comentários sobre “Australian Open 2013, parte 2.

  1. Logicamente a torcida vai para a engraçadíssima dupla Bellucci/Paire…hahaha! Mas acho que o título do Australian Open 2013 vai mesmo para os irmãos Bryan :S!

  2. Minha aposta é Granollers e Lopez, mas minha torcida sem dúvidas é pra Cabal/ Farah, dois simpáticos colombianos que pude acompanhar na Mauro Pinheiro no Brasil Open de 2012. Parabéns pelo blog, Aliny.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s