36 fatos sobre André Sá.

Lembram do post com 31 fatos sobre Bruno Soares no aniversário de 31 anos dele? Hoje, dia 06 de Maio, o mineiro André Sá completa 36 anos e nada mais justo que um post com 36 curiosidades sobre ele. Bora lá!

Foto: Marcelo Ruschel.

Foto: Marcelo Ruschel.

  1. Começou a jogar tênis aos 8 anos, por influência do irmão.
  2. Ao contrário de Bruno Soares e Marcelo Melo, que são cruzeirenses, é torcedor do Atlético Mineiro. Galo doido.
  3. Seu atleta favorito? Michael Jordan!
  4. Gosta de jogar basquete, tanto que praticou o esporte enquanto estudava nos EUA.
  5. 2013 é seu 17º ano como profissional. Ano que vem a gente faz uma vaquinha para o vestido da festa de 18 anos.
  6. Na categoria dos 12 anos, terminou como o primeiro do Brasil.
  7. Com isso, aos 13 anos, através de Carlos Kirmayr, teve a oportunidade de sair do país.
  8. Mas não foi uma saída qualquer: treinou na famosa academia de Nick Bollettieri por cinco anos.
  9. Foi em 1997 que realmente começou sua carreira de simples, despontando e conquistando vários challengers.
  10. 1997 foi um ano marcante, já que, além de despontar, também disputou pela primeira vez a Copa Davis.
  11. Falando em Davis, já foi convocado para a equipe por 20 vezes.
  12. Jogou 18 partidas pelo Brasil, entre simples e duplas, e tem a relação vitória/derrota nas duplas de 10-6.
  13. Em simples, seu melhor ranking foi de 55º, atingido em 12 de Agosto de 2002.
  14. Esse ranking foi obtido após bons resultados em ATPs, além da participação em todos os Grand Slams, principalmente pela quartas de final em Wimbledon.
  15. Aliás, essa quartas de final foi contra o lendário tenista britânico Tim Henman, na quadra central, após o Brasil ter eliminado a Inglaterra da Copa do Mundo no Japão. O público inglês queria vingança.
  16. No total, André tem 11 títulos em simples, todos eles sendo challengers em quadra dura.
  17. Ao lado de Paulo Taicher, foi medalha de ouro nas duplas do Pan-Americano de Winnipeg em 1999.
  18. Em 2004, nas Olimpíadas de Atenas, fez parceria com Flavio Saretta e derrubou Moya/Nadal na primeira rodada. Você já derrotou Nadal? Eu não, nem você, mas o André já.
  19. Falando em Olimpíadas, ele é o tenista brasileiro que mais disputou os Jogos, três: Atenas, Pequim e Londres.
  20. E não pretende parar aí, pois declarou que deve “pendurar a raquete” nas Olimpíadas do Rio de Janeiro.
  21. Seu primeiro título no nível ATP em duplas veio em 2001, ao lado de Braasch, em Hong Kong.
  22. Apesar de ter jogado duplas paralelamente quando simplista, decidiu focar totalmente nas duplas em 2007, por uma série de bons resultados.
  23. Esses bons resultados de 2007 foram com Marcelo Melo: semifinal de Wimbledon e quartas de final do US Open.
  24. Além do primeiro título da parceria, em Estoril.
  25. Eu disse primeiro título, porque em 2008 o bicho pegou: no total, Melo/Sá fizeram quatro finais e levaram três troféus pra casa.
  26. Com essa campanha, foram a 9ª melhor equipe da temporada.
  27. O que os levou para Xangai como equipe reserva da ‘Masters Cup’, o atual ‘ATP Finals’. Na trave.
  28. Ainda com Melo, em 2009 conquistaram mais um título, o de Kitzbuhel, além de mais outras duas finais.
  29. Também em 2009, atingiu seu melhor ranking de duplas: 17º
  30. A relação vitória/derrota na carreira de duplas é de 479-359. Quantas partidas!
  31. Possui 7 títulos no nível ATP, sendo 5 com Melo, 1 com Braasch e 1 com Jamie Murray.
  32. Além dos 7 títulos, já fez 15 finais.
  33. Contando com os challengers, os títulos aumentam para 38!
  34. Foi o quarto tenista brasileiro, atrás de Gustavo Kuerten, Fernando Meligeni e Thomaz Bellucci, a atingir a premiação de 2 milhões de dólares.
  35. Em ATPs, André já jogou com 59 parceiros diferentes (e eu tive as manhas de contar, ufa).
  36. Não acredita? Aí vai a lista: Oscar Ortiz, Fernando Meligeni, Lucas Arnold Ker, Martin Rodriguez, Nebojsa Djordjevic, Nelson Aerts, Maurice Ruah, Gabor Koves, Marcio Carlsson, Mark Keil, Nicolas Massu, Harel Levy, Glenn Weiner, Alexandre Simoni, German Puentes, George Bastl, Karsten Braasch, Nenad Zimonjic, Thomas Shimada, Peter Nyborg, Gustavo Kuerten, Dominik Hrbaty, Jim Thomas, Mariano Hood, Leos Friedl, Albert Portas, Sebastian Prieto, Xavier Malisse, Chris Haggard, Gaston Etlis, Flavio Saretta, Julian Knowle, Ricardo Mello, Rogier Wassen, Ramon Delgado, Marcelo Melo, Eric Butorac, Fernando Gonzalez, Jordan Kerr, Tommy Robredo, Thomaz Bellucci, Horia Tecau, Dusan Vemic, Stephen Huss, Marin Cilic, Horacio Zeballos, Franco Ferreiro, Olivier Rochus, Jamie Murray, Juan Ignacio Chela, David Marrero, Michal Mertinak, Bruno Soares, James Cerretani, Jonathan Marray, Andrey Kuznetsov, Lukas Dlouhy, Igor Zelenay e Oliver Marach.
Anúncios

2 comentários sobre “36 fatos sobre André Sá.

  1. Gosto muito do André Sá. Ele foi importante para quebrar aquela ignorante máxima de que brasileiro não sabe jogar na grama – influenciados pelas más campanhas de Guga e Meligeni e desconhecendo o passado de Maria Esther Bueno.

    Também é um cara super articulado fora de quadra, participou por muito tempo de reuniões do conselho e não tem receio de botar o dedo em algumas feridas. Além de ser um bom contador de histórias sobre o circuito.

    Agora um momento de fanfarronice:
    1) Que fim levou Paulo Taicher?
    2) 59 parceiros diferentes? Tá pior que a Mônica Mattos, cara…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s