Efeito #brasilnasduplas

O Brasil mais uma vez colocou um tenista na final de grand slam. Bruno Soares mais uma vez colocou o nome do Brasil no mapa do tênis. Marcelo Melo mais uma vez fez uma campanha brilhante. Soa repetitivo, é repetitivo, mas dessa repetição a gente gosta.

O caminho de Bruno Soares e Alexander Peya para a final não foi fácil. Precisaram enfrentar os não-cabeças-de-chave mais chatos de pegar (Blake/Sock e Cuevas/Zeballos), os amigos (Dodig/Melo) e os caras que bateram os Bryan (Paes/Stepanek). Se eu tivesse LEANDER PAES do outro lado da rede e soubesse que ele, junto com Stepanek, tirou os Bryan de um grand slam na MELHOR FASE DA VIDA DELES, eu choraria em posição fetal por dias. Graças a Deus eu não sou Bruno Soares ou Alexander Peya.

É claro, as coisas deram errado na final. Alexander Peya machucou as costas na semifinal contra Dodig/Melo, após levar um lob de Marcelo Melo. Recebeu injeção para tentar amenizar a dor, mas não foi possível. Com esse peso nas costas, a final não fluiu. Bruno, como bem disse para o Sportv, aproveitou o momento. Foi sua primeira final de slam e já sabiam que o Alex estava machucado, pra que ficar tentando achar culpado? Não foi a estreia em final de grand slam perfeita, mas eu tenho certeza que muitas outras virão, só que com um final feliz.

Bruno+Soares+2013+Open+Day+14+DNzV0wlDpyrx

Essa foi a 12ª final de Peya/Soares, sendo a oitava da temporada. O calendário da dupla nas próximas semanas, se Peya recuperar, é Pequim (30/09), Shanghai (06/10), Viena (14/10), Valência (21/10), Paris (28/10) e Finals (04/11). Bruno declarou que se Alex não melhorar a tempo, jogará com outros parceiros para que pelo menos um da dupla continue jogando e, assim, não perca o ritmo.

Independente de tudo isso, o efeito que esse sucesso está fazendo é fantástico. Sabe quantos jogos de duplas deste US Open foram transmitidos aqui no Brasil? MAIS DE 17 JOGOS. Sim, 17, já pode recolher o queixo do chão. Só no US Open tivemos mais jogos transmitidos do que no ano de 2012 interinho. E nem precisava ser dos brasileiros. Vimos duplas mistas, duplas femininas, masculinas, Bryans, Qureshi/Rojer, Mirza/Zheng… vimos muita, muita coisa.

E isso é graças a vocês, Bruno Soares, Marcelo Melo e André Sá. Vocês lutaram muito por isso. O Brasil, gigante pela própria natureza, volta a ser temido no circuito. O tênis voltou a ter destaque em todos os lugares e as duplas vivem um momento lindo. Então fica aqui meu sincero ‘obrigada’ a todos vocês.

Em homenagem a Bruno Soares e Alexander Peya, um pequeno infográfico sobre a dupla. Fica a torcida para o Alex se recuperar completamente! 🙂

Bruno + Alex final 2

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s