Coisas que eu acho da IPTL

A primeira etapa da IPTL acabou de ser finalizada e muitos comentários acerca do torneio estão sendo feitos. Os americanos, principalmente, estão vendo com maus olhos, questionando cada uma das mudanças feitas.

Eu, pelo contrário, tenho uma impressão muito boa da IPTL. Desde que foi anunciada por Bhupathi, pareceu ser o que exatamente é: uma exibição por equipes com regras diferentes e que possui o objetivo de levar as grandes estrelas do tênis para a Ásia, em países que não possuem muitas oportunidades de ver um alto nível de tênis. Simples assim.

Ao contrário do que Matt Cronin disse em seu texto recente, ninguém está procurando pontos nas férias e todos sabem de seus calendários e responsabilidades quando fora da temporada. Brad Gilbert também decidiu pegar no pé do torneio, questionando até a hashtag usada pelo twitter de divulgação. [tweet https://twitter.com/bgtennisnation/status/539073989809684480]

A IPTL é sobre união, diversão e promoção do esporte. Temos a brilhante oportunidade de ver parcerias inusitadas como Andy Murray e Maria Sharapova jogando juntos, Serena Williams recebendo apoio de Bruno Soares e Bopanna e Monfils dançando juntos. Acima de tudo, a celebração do esporte e da união.

Foto: Sports Collection/Getty Images

Foto: Sports Collection/Getty Images

Há, é claro, dinheiro envolvido, o que não é surpresa para ninguém, já que a IPTL funciona no sistema de draft e não deixa de ser uma exibição. Os maiores tenistas sempre fizeram exibições no fim de ano, ou seja, nada mudou. Com ou sem a IPTL isso continuará a acontecer.

Vale lembrar que nos Estados Unidos há um torneio num formato semelhante, o WTT, que é disputado no meio da temporada e também não dá pontos. O objetivo, aliás, é o mesmo. Não há muitas competições por equipes no tênis e, através de torneios como a IPTL e o WTT, é possível transformá-los em promoção, não só do esporte, como também das grandes marcas que patrocinam os eventos e times, sendo emocionante para os tenistas, fãs do esporte e patrocinadores. Todos saem ganhando. Mas ninguém nunca questionou a existência do WTT ou o cansaço gerado pelo torneio nos jogadores que participam.

O que parece, na visão dos americanos, é que há uma disputa entre a IPTL e o WTT. A IPTL está sendo transmitida nos EUA apenas em pay-per-view, enquanto o WTT não possui transmissão fora do país. Besteira ver assim, já que são disputados em épocas diferentes, possuem diferentes regras e acontecendo em lugares diferentes. Apesar do formato semelhante são, como podem ver, diferentes.

Não entendo a hostilidade americana, já que parecem estar dando um tiro no próprio pé. Enquanto isso, a IPTL está sendo um sucesso, com um bom envolvimento do público, jogadores e patrocinadores. Quem ganha são os fãs, que têm a oportunidade de ver os maiores tenistas do circuito pelo preço que pode pagar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s