Sá e Soares avançam; Bellucci e Feijão dão adeus

O dia foi dividido para os brasileiros que disputam a chave de duplas em Roland Garros. Nesta quarta-feira, quatro tenistas entraram em quadra para disputar a primeira rodada e dois avançaram para a próxima etapa. Bruno Soares e André Sá venceram suas partidas, enquanto Thomaz Bellucci e João Souza dão adeus à competição.

Bruno e seu parceiro, o austríaco Alexander Peya, venceram fácil na estréia em Paris. Em rápidos 6/2 e 6/1, o mineiro e o austríaco começaram atropelando no primeiro set, abrindo vantagem desde o início. No segundo, a quebra também veio cedo, no quarto game, em que Stakhovsky enfrentou dificuldades no seu saque e Bruno Soares conseguiu colocar o time na frente após uma boa devolução seguida de um lob bem executado. A partir daí, a vantagem foi mantida e o time seguiu bem, fechando a partida.

“Apesar do placar, um jogo nunca é fácil, fácil. O início dos dois sets foi fundamental. Mas sempre tem um nervosismo inicial de Grand Slam. Estou feliz com uma boa atuação e empolgado com o que vem pela frente”, disse o mineiro. Na segunda rodada, Bruno e Peya enfrentarão o americano Nicholas Monroe e o neozelandês Artem Sitak, finalistas do ATP 250 de Bucareste.

Já Thomaz Bellucci e o português João Sousa, seu adversário na final de simples em Genebra, quase causaram uma das zebras do dia. O brasileiro e o português estiveram perto de eliminar Jamie Murray e John Peers, os cabeças de chave 11 do torneio francês, mas caíram em três sets, com parciais de 6/7, 6/4 e 6/2.

Na partida de João Souza, o Feijão, com o dominicano Estrella Burgos, a dupla conseguiu equilibrar a partida do início ao fim, mas pecou nos detalhes. Vasek Pospisil e Jack Sock venceram a partida em dois sets a um, com parciais de 7/6, 6/4 e 7/6.

O primeiro set não contou com quebras e foi para o tie-break, no qual Feijão e Burgos lideraram até o 3-1, quando Pospisil e Sock conseguiram entrar no jogo e dominar, ganhando seis pontos seguidos e fechando o set. O segundo set ia seguindo o mesmo ritmo, com ambos os times confirmando os serviços, até Feijão e Burgos conseguirem aproveitar o único break point da partida até então, vencendo o set levando para o terceiro.

Lá, o brasileiro e o dominicano abriram vantagem cedo no saque de Pospisil, após Sock mandar um voleio para fora. Porém, no saque de Feijão, os campeões de Wimbledon conseguiram devolver e voltar ao jogo e à igualdade. Assim, o terceiro set seguiu para o tie-break, indo mais uma vez para Pospisil e Sock, escapando da eliminação precoce no Grand Slam francês. Na próxima rodada, o canadense e o americano enfrentarão o sueco Robert Lindstedt e o austríaco Jurgen Melzer, que eliminaram os franceses Gael Monfils e Josselin Ouanna e três sets.

Na última partida brasileira do dia, André Sá e o argentino Máximo González confirmaram o favoritismo e derrotaram os mexicanos Santiago Gonzalez e Miguel Angel Reyes-Varela em 6/4, 6/7 e 6/2. Após aproveitarem a segunda chance de quebra no primeiro set, Sá e Gonzalez perderam o segundo nos detalhes e entraram focados no terceiro. Ali, o mineiro e o argentino sacaram bem e pressionaram os games de seus adversários, salvando dois break points e fechando na primeira oportunidade de match point.

“Foi um jogo bem duro, primeira rodada é sempre muito nervosa. Jogamos bem, bobeamos na hora H no segundo set, mas conseguimos a vitória”, comentou o brasileiro. Na segunda rodada, Sá e Gonzalez enfrentarão o croata Marin Draganja e o finlandês Henri Kontinen, que derrotaram Huey/Lipsky em partida acirrada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s