Melo avança para as quartas e Sá dá adeus

O dia foi de sensações mistas para os brasileiros em Roland Garros. Enquanto Marcelo Melo e Ivan Dodig avançaram para as quartas de final do torneio após derrotarem Guillermo Garcia-Lopez e Edouard Roger-Vasselin em sets diretos, com parciais de 6/1 e 6/4, enquanto André Sá e Maximo Gonzalez foram eliminados por Radu Albot e Lukas Rosol em 2/6, 7/6 e 7/5.

Marcelo Melo garantiu o Brasil nas quartas de final do Grand Slam francês. Ao lado de Ivan Dodig, Melo atropelou os cabeças de chave 15 em rápidos dois sets. Após quebrarem por duas vezes o saque de Roger-Vasselin no primeiro set, a dupla repetiu a quebra cedo no segundo, impedindo Garcia-Lopez de confirmar seu serviço e abrindo vantagem na parcial. Melo e Dodig não tiveram seus serviços ameaçados e aproveitaram o primeiro match point da partida, mantendo o favoritismo e avançando para a próxima fase, onde podem enfrentar Bruno Soares e Alexander Peya.

“Hoje era um jogo duro. A gente sabia que precisava imprimir nosso ritmo desde o início para controlar a partida. Foi o que fizemos e muito bem. Foi um dos melhores jogos que Ivan e eu tivemos nos últimos tempos. Conseguimos ser agressivos o tempo todo, sacando, devolvendo”, comentou Melo.

Mais cedo, André Sá e Maximo Gonzalez entraram em quadra e foi por pouco que não saíram vitoriosos. Em partida acirrada, a dupla dominou o primeiro set, conseguindo colocar o plano de se manter bem no jogo de fundo em ação. Porém, Albot e Rosol voltaram mais confiantes no segundo set, sendo mais agressivos e deslocando seus adversários, forçando mais os erros. Após trocas de quebras, o set foi para o tie-break e o moldavo e o tcheco levaram a melhor.

No terceiro, Sá e Gonzalez tinham a vantagem e o mineiro chegou a sacar para a partida, com a equipe perdendo um match point e sofrendo a quebra. Albot e Rosol voltaram a quebrar o serviço de seus adversários no próximo game, ficando em 6/5 e fechando no seu saque.

“É duro perder assim. Vai demorar algumas horas para processar as chances que tivemos, com match point a favor, e que não aproveitamos. Mas acontece, faz parte do tênis, jogamos bem a semana toda e agora é pensar na grama”, lamentou Sá. Na próxima rodada, Albot e Rosol enfrentarão os vencedores da partida entre Nestor/Paes e os italianos Bolelli/Fognini.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s