Entenda o WTT

Minhas férias de uma semana foram boas, mas está na hora de voltar. E bem, vocês pediram, eu atendo. O World Team Tennis, conhecido como WTT, é uma das minhas competições favoritas da temporada e Marcelo Melo está disputando o torneio pelo segundo ano consecutivo. Os periscopes e instagrams do Marcelo e alguns dos meus (empolgados) tweets chamaram a atenção do pessoal, confusos e curiosos para entender o formato do WTT. Neste post, explicarei como funciona a competição americana que completou 40 anos de existência em 2015.

Times

logo_austin – Teymuraz Gabashvili, Nicole Gibbs, Jarmere Jenkins, Alla Kudryavtseva
logo_lobsters – Irina Falconi, Scott Lipsky, Arantxa Parra Santonja, Alex Kuznetsov, Tim Smyczek
logo_california – Bob Bryan, Mike Bryan, Jarmila Gajdosova, Anabel Medina Garrigues, Tennys Sandgren, Neal Skupski
logo_freedoms – Robby Ginepri, Marcelo Melo, Taylor Townsend, Asia Muhammad, Abigail Spears, CoCo Vandeweghe
logo_sandiego – Madison Keys, Taylor Fritz, Darija Jurak, Raven Klaasen, Chani Scheepers, James Blake
logo_lasers – John Isner, Andre Begemann, Anna-Lena Groenefeld, Alison Riske, Michael Russell, Varvara Lepchenko, Sachia Vickery
logo_kastles – Martina Hingis, Venus Williams, Leander Paes, Sam Querrey, Anastasia Rodionova, Madison Brengle, Denis Kudla, Rajeev Ram

Escolha dos integrantes
Assim como nas outras ligas esportivas americanas, o WTT funciona no sistema de draft. Após os tenistas mostrarem interesse em disputar o torneio, o draft acontece, com os times que repetem aparição na liga podendo ‘proteger’ os tenistas que disputaram a temporada anterior de serem escolhidos por outras equipes. A proteção conta como uma escolha no draft.
*O campeão da última temporada será o último a escolher no draft

Sistema de disputa
Confronto
Os confrontos são disputados em cinco sets, com cada um deles sendo um evento diferente: simples masculino, simples feminino, duplas masculino, duplas feminino e duplas mistas. Há um intervalo entre o terceiro e o quarto set.

Pontos
Não há vantagem na competição, sendo disputado no sistema no-ad, com os games, sets e super tie-breaks sendo decididos por um ponto de diferença.

Games
Os games, assim como sets e super tie-breaks, são disputados no sistema no-ad (sem vantagem), com o time que atingir quatro pontos primeiro levando o game. A cada quatro games os times devem trocar de lado na quadra. O time vencedor do duelo será aquele que somar mais games no fim do confronto, uma vez que cada game equivale a um ponto acumulativo aos outros já conquistados.

Na partida abaixo, por exemplo, os Freedoms ganharam 18 games durante a partida inteira e venceram o confronto em 18-16, com os Kastles conquistando 16 games.

Untitled 10

Sets
O set é finalizado quando um dos time atinge 5 games. Se o set estiver empatado em 4/4, um tie-break de até nove pontos é disputado, com o time que atingir 5 pontos primeiro sendo o vencedor.

Ordem dos sets
A ordem de disputa dos sets, ou seja, ‘em qual set será disputado simples masculino? E mistas?’, é determinado pelo time que recebe o confronto, o time ‘da casa’. O primeiro, terceiro e quinto set terá o mesmo time iniciando no saque.

Extended Play
O Extended Play traz uma importância enorme para o último set, impedindo que este não se transforme em exibição. Se o time que estiver na frente do placar acumulativo ganhar o último game, a partida está terminada. Mas se o time que estiver atrás ganhar o último set e ainda estiver atrás, o set irá para o ‘extended play’ e continuará até que o time que está na frente ganhe um game ou até o time que está atrás consiga empatar o placar.

Super tie-break
Se o confronto estiver empatado após os cinco sets, o desempate acontecerá num super tie-break de até 13 pontos disputado pelos mesmos tenistas que fizeram parte do quinto set. O time que atingir sete pontos primeiro será o vencedor do super tie-break e do confronto.
*Um sorteio acontece novamente para decidir lado de quadra, quem saca e quem recebe, além das trocas de lado acontecerem a cada seis pontos

Finais
A liga é divida em duas conferências: leste (Lobsters, Kastles e Freedoms) e oeste (Aces, Dream, Aviators e Lasers). No fim da temporada, os dois melhores times de cada conferência irão disputar uma partida na casa do melhor colocado para decidir os campeões das conferências. Os campeões se enfrentarão na final, que acontecerá na casa do campeão da conferência leste.
*O local da final alterna entre as conferências leste e oeste a cada ano

Outros

  • Let: O let, toque da bola na fita, é permitido na competição, com os pontos valendo se a bola cair dentro da área de serviço após o toque. Nas duplas, os dois tenistas do time recebedor podem retornar o saque que sofreu o let
  • Substituição: os times podem substituir um tenista em quadra por outro que está no banco uma vez por set
  • Tempo técnico (20 segundos): cada equipe pode pedir dois tempos por set, com um tempo extra sendo adicionado caso ocorra o extended play ou super tie-break
  • Relógio: o tempo entre o fim de um ponto disputado e o começo do próximo deve ser de 25 segundos, com um relógio em quadra informando este tempo. Caso este tempo não seja respeitado, na primeira ocasião ocorrerá um aviso e nas seguintes uma punição que concede um ponto para a equipe adversária

Curiosidades

  • 2014 foi o primeiro ano que Marcelo Melo disputou a competição, sendo o MVP (most valuable player) da temporada
  • Philadelphia Freedoms, time de Melo, conta com Billie Jean King como mentora. A tenista, campeã de 39 grand slams, é a fundadora do WTT e disputou a liga pelos Freedoms por muitos anos.
  • Sim, a música ‘Philadelphia Freedom’ de Elton John se chama assim por causa do time. Elton escreveu em homenagem à Billie Jean King
  • As cores das quadras deste ano são roxo, vermelho, azul e verde, uma combinação de todas as cores de quadra utilizadas no circuito feminino e masculino
  • Washington Kastles são os atuais campeões. De 2011 a 2013, os Kastles conquistaram 34 vitórias consecutivas, a maior marca na história das ligas esportivas americanas, batendo as 33 vitórias consecutivas dos Lakers nos anos de 1971 e 1972
  • Após todas as partidas, todas as crianças de até 16 anos entram em quadra e têm a oportunidade de pegar autógrafos e fotos com todos os tenistas que disputaram aquele confronto
  • A bola da partida foi parar na arquibancada? Você pode ficar com ela, ninguém vai te pedir para devolver 🙂
  • Além de fornecer ingressos mais baratos para as crianças e sessão de autógrafos em todas as partidas, também há distribuição de raquetes nas clínicas de tênis realizadas no dia anterior às competições
  • Ainda sobre raquetes, mais de 300 mil foram distribuídas na última década do WTT, incentivando a prática do esporte
Anúncios

Um comentário sobre “Entenda o WTT

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s