Melo/Soares e Sá avançam às quartas

Os mineiros estrearam com vitória no Brasil Open. Após rodada atrasada pela chuva, Bruno Soares, Marcelo Melo e André Sá entraram em quadra nesta quarta-feira, vencendo na primeira rodada e avançando às quartas de final.

25231577486_ddb83ea82b_b

Abrindo a quadra central, Bruno Soares e Marcelo Melo não tiveram problemas em partida contra os convidados Nicolas Almagro e Eduardo Russi Assumpção, ambos atletas da academia de tênis de Juan Carlos Ferrero, vencendo 6/1 e 6/3. Em dois sets tranquilos, Soares brilhou no saque, enquanto Melo devolveu bem. “Achei que foi uma boa primeira rodada, a gente começou tentando impor nosso ritmo, foi bom pra ver onde podemos melhorar. Foi um jogo que esperamos a semana toda, treinamos bem e as condições são bem diferentes do Rio. Eles tiveram break-point para abrir 4/2 no segundo, tivemos que jogar bem pra passar para a segunda rodada”, declarou Melo, satisfeito com a estreia.

Na próxima rodada, os mineiros enfrentarão os argentinos Guillermo Duran e Andres Molteni, responsáveis pela derrota dos brasileiros Thomaz Bellucci e Marcelo Demoliner. Os argentinos, que começaram a se dedicar ao circuito de duplas há pouco tempo, prometem surpreender com o jogo de fundo sólido. “Conheço mais o Duran. O Molteni vi poucas vezes, mas assisti ao jogo deles com Thomaz e Demoliner. Eles pegam pesado de fundo, então vamos tentar ganhar a rede, pressioná-los e sacar bem é importante”, completou Soares.

Mais cedo no dia, André Sá e seu parceiro, o argentino Maximo Gonzalez, também triunfaram na estreia ao derrotar os italianos Marco Cecchinato e Paolo Lorenzi em sets direitos, em 7/6 e 6/1. “Foi um jogo nervoso. A estreia no Brasil é sempre complicada, ainda mais porque ontem ficamos esperamos a chuva. Hoje viemos bem cedo pra cá. Estávamos fazendo bem o básico, eles também. No tie-break saímos na frente e no segundo set aproveitamos as chances no começo e eles baixaram a intensidade”, comentou Sá, que venceu a primeira após seis derrotas consecutivas.

“Sempre fica ali atrás da cabeça. É um momento que é importante para mim, principalmente por estar no Brasil também, entao já posso esquecer, já passou. Somei meus pontos, recuperei um pouco da confiança. A próxima rodada com certeza vai ser melhor”, disse o mineiro, deixando pra trás o histórico recente. Nas quartas, Sá e Gonzalez enfrentarão os espanhois Pablo Carreno Busta e David Marrero, vice-campeões do Rio Open.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s