Em Bucareste, romenos levam e Sá é vice; Melo cai na estreia de Munique

Horia Tecau e Florin Mergea fecharam com chave de ouro o ATP 250 de Bucareste. A cidade, que recebeu o torneio pela última vez, viu os anfitriões conquistarem o título na edição final ao derrotarem o brasileiro André Sá e o australiano Chris Guccione em 7/5 e 6/4.

13096291_1024215837658252_6011542861700489296_n

A partida, que foi adiada por chuva após o primeiro set e só voltou a acontecer na manhã desta segunda-feira, ainda assim ocorreu com garoa presente, deixando as condições complicadas para ambos os times. “Condições pesadas por conta da chuva, difícil jogar, mas eles jogaram melhor, mereceram. Foi uma boa semana, não conseguimos o título, mas ficamos satisfeitos, agora vamos com tudo pra Istambul”, destacou Sá, que disputou a 27ª final da carreira. O mineiro e Guccione seguem para Istambul, onde enfrentarão Cipolla e Sela na estreia.

Tecau segue invicto em Bucareste. O romeno está com 16 vitórias consecutivas em solo romeno, sendo campeão pela quarta vez com quatro parceiros diferentes (2012 – Lindstedt, 2013 – Mirnyi, 2014 – Rojer, 2015 – não disputou, 2016 – Mergea), enquanto Mergea foi campeão no torneio pela primeira vez. Os romenos, que não jogavam juntos um torneio de ATP desde 2008 e utilizaram o fator casa para se prepararem para os Jogos Olímpicos, possuem história com Bucareste, onde conseguiram a primeira vitória da carreira neste nível, em 2007.

Já em Munique, Marcelo Melo caiu na estreia. Ao lado do holandês Jean-Julien Rojer, o mineiro sofreu a derrota para o austríaco Oliver Marach e o francês Fabrice Martin num duplo 6/4. Dodig, focado na chave de simples, resolveu não disputar duplas e deu a oportunidade para Rojer, que também estava sem seu parceiro usual, o romeno Horia Tecau. Tanto Rojer quanto Melo foram campeões em Grand Slams em 2015, mas continuam buscando o primeiro título em 2016.

A partida foi disputada no forte frio da Alemanha e contou com paralisações pela insistente neve. Com poucas oportunidades, Melo e Rojer não tiveram chances de quebra em nenhum dos sets e Marach/Martin conseguiram três break points em três games, concretizando uma em cada parcial. O time formado pelo austríaco e pelo francês segue impressionando nos ATP 250s desta temporada, com títulos em Chennai e Delray Beach.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s