Guia das duplas: Roland Garros 2016

Marcelo+Melo+2015+French+Open+Day+Fourteen+Kl3_KgQZ5Fmx

Os campeões
Marcelo Melo e Ivan Dodig são os atuais campeões do Grand Slam francês. As melhores campanhas da dupla neste ano foram as semifinais nos Masters 1000 de Monte Carlo e Roma, com oito vitórias e oito derrotas na temporada. Apesar dos números assustarem quando se trata de uma dupla de alto nível e formada pelo número 1 do mundo, as últimas apresentações do time foram boas e não há nada alarmante acontecendo. (Sim, estou tentando acalmar vocês. Acalmem-se!)

A estreia será contra o holandês Robin Haase e o sérvio Viktor Troicki, e os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah deverão ser os adversários nas oitavas. No confronto direto, Melo e Dodig levam a vantagem contra os colombianos, sendo 2-1. Ainda na chave, Bopanna/Mergea ou Kontinen/Peers nas quartas e um possível encontro com Herbert/Mahut ou Pospisil/Sock na semi podem acontecer. Dos quatro principais cabeças de chave no caminho, os franceses preocupam mais pela recente forma da dupla, apesar de Herbert estar voltar de lesão no joelho.

Os vice-campeões
Os irmãos Bob e Mike Bryan demoraram para engrenar nesta temporada e até preocuparam os fãs após um 2015 sem Grand Slams e um começo de 2016 apagado. Porém, os gêmeos voltaram a brilhar justamente na temporada de saibro. Dos cinco torneios disputados neste piso, os Bryan terminaram campeões em três. O último, no Masters 1000 de Roma, foi importante para dupla, com vitórias apertadas contra grandes times como Johnson/Querrey e Pospisil/Sock, além dos franceses Julien Benneteau e Edouard Roger-Vasselin, campeões de Roland Garros em 2014. Os americanos terão uma estreia complicada na frente contra o polonês Mariusz Fyrstenberg e o mexicano Santiago Gonzalez, assim como na segunda rodada contra Marach/Martin.

Quatro cabeças de chave da metade de Bob e Mike são de duplas formadas pela primeira vez, com Matkowski/Paes, Stepanek/Zimonjic, Kubot/Peya e Nestor/Qureshi testando suas forças. Nas quartas, os gêmeos podem enfrentar Bruno Soares e Jamie Murray, de quem venceram no primeiro duelo entre as duplas, em Roma.

A briga pelo número 1 esquenta
Melo, o atual número 1, precisará defender 2000 pontos, sendo quase impossível o mineiro manter a colocação, tendo apenas 10 pontos de vantagem no segundo colocado no momento. Com isso, as maiores chances são de Nicolas Mahut e Jamie Murray. O francês, 10 pontos atrás de Melo, tem apenas 180 pontos para defender e está em excelente fase, vindo de títulos nos Masters 1000 de Indian Wells, Miami e Monte Carlo. Murray, com apenas 55 pontos de diferença pro líder, também tem apenas 180 pontos na defesa e vêm de final do Masters de Monte Carlo. Outro que está na briga é o romeno Horia Tecau. 140 pontos atrás do número 1, Tecau tem 720 pontos para defender, tornando sua tarefa um pouco mais complicada do que Mahut ou Murray. Por fim, Bob Bryan também disputa a posição, com as todas as possibilidades abaixo:

Untitled 1

Assim como a briga pelo top 10
Estar no top 10 é importante, mas em ano olímpico torna-se crucial. O ranking para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro fechará após Roland Garros e os duplistas que terminarem dentro do top 10 estarão garantidos na chave, além de poderem escolher qualquer parceiro, sem se preocupar com o ranking de corte. Nomes como Rohan Bopanna, John Peers, Edouard Roger-Vasselin e Raven Klaasen brigam para entrar no grupo.

Os possíveis adversários dos brasileiros até a semi
[3] Marcelo Melo e Ivan Dodig 

R1: Haase/Troicki
R2: Koolhof/Middelkoop
Oitavas: [13]Cabal/Farah, Guccione/Sá
Quartas: [6]Bopanna/Mergea, [11]Kontinen/Peers
Semi: [1]Herbert/Mahut

[4]Bruno Soares e Jamie Murray
R1: Donskoy/Kuznetsov
R2: Guez/Millot ou De Schepper/Teixeira
Oitavas: [16]Matkowski/Paes, Johnson/Querrey
Quartas: [5]Bryan/Bryan, [12]Stepanek/Zimonjic
Semi: [2]Rojer/Tecau

André Sá e Chris Guccione
R1: [13]Cabal/Farah
R2: Chardy/Verdasco ou Mayer/Sousa
Oitavas: [3]Dodig/Melo
Quartas: [6]Bopanna/Mergea, [11]Kontinen/Peers
Semi: [1]Herbert/Mahut

Marcelo Demoliner e Marin Draganja
R1: Berankis/Rosol
R2: [10]Huey/Mirnyi ou Fognini/Seppi
Oitavas: [7]Pospisil/Sock, Benneteau/Roger-Vasselin, Bellucci/Klizan
Quartas: [1]Herbert/Mahut, [15]Lopez/Lopez
Semi: [3]Dodig/Melo

Thomaz Bellucci e Martin Klizan
R1: [7]Pospisil/Sock
R2: Benneteau/Roger-Vasselin ou Ramos-Vinolas/Vesely
Oitavas: [1o]Huey/Mirnyi, Demoliner/Draganja
Quartas: [1]Herbert/Mahut, [15]Lopez/Lopez
Semi: [3]Dodig/Melo

Os melhores confrontos da primeira rodada

  • Herbert/Mahut x Groth/Tomic
  • Huey/Mirnyi x Fognini/Seppi
  • Pospisil/Sock x Bellucci/Klizan
  • Chardy/Verdasco x Mayer/Sousa
  • Cabal/Farah x Guccione/Sá
  • Bryan/Bryan x Fyrstenberg/Gonzalez
  • Johnson/Querrey x Knowle/Mayer
  • Butorac/Lipsky x Pavic/Venus

Onde assistir:
O canal Bandsports tem os direitos de transmissão do torneio, mas não contem inteiramente com ele para assistir as duplas, já que no ano passado, mesmo com dois canais na tv e um na internet, a primeira partida a ser transmitida foi a de Bruno Soares nas quartas de final no site do canal, com a primeira na televisão sendo a semifinal de Marcelo Melo. Neste ano, com apenas um canal na tv e o da internet passando o mesmo conteúdo que o da tv (pelo menos no primeiro dia), impossível imaginar algo melhor. Com isso, deixo aqui um site de stream que gosto muito. Caso ele abra uma janelinha de notificação em russo, é só clicar em ok e procurar seu jogo favorito na barra de eventos na direita. Selecione a partida, clique no botão gigante de play e aproveite o torneio!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s