Guia das duplas: Wimbledon 2016

Horia+Tecau+Day+Twelve+Championships+Wimbledon+N4KSRNlNtWcx

Os campeões:
Jean-Julien Rojer e Horia Tecau são os atuais campeões de Wimbledon, começando a defesa do título contra os convidados Jonathan Marray e Adil Shamasdin. Cabeças de chave 4, o holandês e o romeno têm algumas pedras no caminho, como Granollers/Cuevas (oitavas) e principalmente Kubot/Peya (quartas), mas a chave está consideravelmente boa para a dupla, que não vem de bons momentos na temporada. Com poucos picos no ano, Rojer e Tecau vêm de semifinal em Stuttgart e quartas em Queen’s.

Os reais e maiores problemas, caso consigam passar pelas pedras acima, estarão na semifinal, saindo do quadrante de Herbert/Mahut. A parte da chave dos cabeças 1 é uma das mais complicadas, com Bopanna/Mergea, Kontinen/Peers e Cabal/Farah entre os principais candidatos. Além dos franceses, que são os homens a serem batidos nesta temporada, Bopanna/Mergea foram semifinalistas do grand slam no ano passado, caindo pros campeões num longo 5º set. Peers, que foi finalista em 2015 com Jamie Murray, vem de campanhas consistentes ao lado de Kontinen, incluindo uma boa semifinal em Halle. E os colombianos… bem, Cabal e Farah estão no seu pior piso, mas como uma boa brasileira traumatizada por esses cidadãos, não vou descartá-los. 😛

Os brasileiros
[3]Jamie Murray e Bruno Soares
Jamie Murray é o atual vice-campeão do torneio e o líder do ranking de duplas, tendo a difícil missão de tentar manter a posição com a grande quantidade de pontos para defender. Cabeças de chave 3, Bruno e Murray terão uma estreia complicadíssima contra Jonathan Erlich e Colin Fleming, dupla que eliminou Rojer/Tecau em Queen’s, fazendo semi no torneio britânico. Além disso, Erlich, ao lado de Petzschner, foi semifinalista na última edição do grand slam, eliminando Dodig/Melo nas quartas.

R1: Erlich/Fleming
R2: Edmund/Ward ou Delbonis/Schwartzman
Oitavas: [16]Pavic/Venus, Guccione/Sá
Quartas: [8]Pospisil/Sock, [9]Inglot/Nestor
Semi: [2]Bryan/Bryan, [5]Dodig/Melo, [11]Klaasen/Ram, [14]Stepanek/Zimonjic

[5]Ivan Dodig e Marcelo Melo
Dos brasileiros, a dupla com a melhor estreia. Da chave inteira, o time com o caminho mais duro. Com a primeira partida sendo contra os franceses Mathieu/Paire, Marcelo e Dodig não devem ter maiores problemas, mas a dor de cabeça começará nas oitavas de final, com Klaasen/Ram no caminho. O sul-africano e o americano tiveram uma temporada de grama extremamente positiva, provavelmente a melhor de todas, com final em ‘s-Hertogenbosch e título em Halle, eliminando times como Bryans e Kubot/Peya durante a campanha no ATP 500 alemão. Embalados, Klaasen/Ram podem ser um grande problema para Dodig/Melo. Além deles, Bob e Mike Bryan também estão no mesmo quadrante, sendo os possíveis adversários do mineiro e do croata nas quartas de final.

R1: Mathieu/Paire
R2: Gonzalez/Lipsky ou Berankis/Kudla
Oitavas: [11]Klaasen/Ram
Quartas: [2]Bryan/Bryan, [14]Stepanek/Zimonjic
Semi: [3]Murray/Soares, [8]Pospisil/Sock, [9]Inglot/Nestor, [16]Pavic/Venus

Chris Guccione e André Sá
O gigante australiano e o experiente mineiro surpreenderam na preparação para Wimbledon, furando o quali de Queen’s e chegando na final, sendo derrotados pelos principais favoritos Mahut/Herbert. A boa fase e a alta motivação serão necessárias na estreia, já que enfrentarão Mate Pavic e Michael Venus, cabeças 16 e campeões de ‘s-Hertogenbosch. Um confronto entre brasileiros pode acontecer cedo no grand slam, com Murray/Soares encontrando Guccione/Sá numa possível oitavas.

R1: [16]Pavic/Venus
R2:  Pella/Zeballos ou Duran/Gonzalez
Oitavas: [3]Murray/Soares
Quartas: [8]Pospisil/Sock, [9]Inglot/Nestor, Benneteau/Roger-Vasselin
Semi: [2]Bryan/Bryan, [5]Dodig/Melo, [11]Klaasen/Ram, [14]Stepanek/Zimonjic

Marcelo Demoliner e Aisam-ul-Haq Qureshi
A inusitada parceria é muito positiva para Demoliner, tendo um experiente duplista, que já foi finalista de grand slam, ao seu lado. O gaúcho e o paquistanês disputaram um torneio juntos antes de Wimbledon, o challenger de Ilkley, fazendo final. Agora, no grand slam britânico, a única dupla com brasileiro que está do outro lado da chave estreará contra Julian Knowle e Artem Sitak. O russo foi campeão em Stuttgart e entra motivado no seu torneio favorito.

R1: Knowle/Sitak
R2: [12]Huey/Mirnyi ou Carreno Busta/Garcia-Lopez
Oitavas: [7]Kubot/Peya
Quartas: [4]Rojer/Tecau, [15]Cuevas/Granollers
Semi: [1]Herbert/Mahut, [6]Bopanna/Mergea, [10]Kontinen/Peers, [13]Cabal/Farah

A briga pelo número 1 continua animada
1

Com Jamie Murray tendo muito pontos para defender de sua semifinal, o favoritismo para o número 1 pós-Wimbledon cai nas mãos de Nicolas Mahut, com Bob Bryan também na briga. O francês, caindo nas oitavas ou antes, só perderá a liderança para Murray ou Bob se eles chegarem na final. Mas, se Mahut fizer a final, garantirá o posto.

As melhores partidas de primeira rodada

  • Knowle/Sitak x Demoliner/Qureshi
  • Kubot/Peya x Skupski/Skupski
  • Benneteau/Roger-Vasselin x Lopez/Ramos-Vinolas
  • Inglot/Nestor x Fognini/Seppi
  • Pavic/Venus x Guccione/Sá
  • Murray/Soares x Erlich/Fleming
  • Stepanek/Zimonjic x Johnson/Querrey
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s