Melo e Kubot vencem longa batalha e conquistam o título de Wimbledon

O sonho de Marcelo Melo virou realidade. O mineiro e seu parceiro, o polonês Lukasz Kubot, consagraram-se campeões de Wimbledon após 4h39 de partida, derrotando o austríaco Oliver Marach e o croata Mate Pavic, cabeças de chave 16, por 3 sets a 2, com parciais de 5/7, 7/5, 7/6, 3/6 e 13/11. É o segundo título de Grand Slam do brasileiro, que também foi campeão de Roland Garros em 2015, ao lado de Ivan Dodig.

ATP

Foto: Getty Images

A partida começou com os dois times sacando bem, confirmando todos seus games de serviço até o 11º game, onde Kubot foi quebrado com uma devolução de Marach. O austríaco e o croata confirmaram a vitória do set logo em seguida, saindo na frente na grande final. O segundo set foi parecido com o inicial. As duplas seguiram confirmando seus serviços até o 12º game, no qual Kubot executou um lob para quebrar o serviço de seus adversários, empatando a partida.

O equilíbrio continuou na terceira parcial, que foi decidida no tie-break. Lá, o time do brasileiro abriu dois mini-breaks e não deu mais chances, virando a partida. No quarto set, porém, Marach e Pavic vieram fortes e, após trocarem uma quebra com Melo e Kubot, a dupla do austríaco e do croata quebrou mais uma vez e levou a parcial, empatando e a partida sendo decidida no quinto set.

A parcial decisiva teve o equilíbrio presente, seguindo por onze games com as duplas confirmando seus serviços. Foi no 6/5 que Melo e Kubot tiveram dois match points, com Marach e Pavic salvando e continuando vivos na partida. O mineiro e o polonês ainda salvaram quatro break points no 17º game, mantendo-se no jogo e continuando o drama na quadra central. A partida seguiu até o 11/11, quando foi interrompida para o fechamento do teto da quadra devido à falta de luz natural. Após 10 minutos de espera, a partida retomou com Marcelo confirmando seu serviço bem, colocando pressão em seus adversários. Mate Pavic, que fez uma partida impecável, sofreu a quebra de zero, tendo Melo e Kubot ganhando o título no terceiro match point disponível.

“Não tenho palavras para descrever o sentimento agora, logo após o jogo. Vou precisar de um tempo para entender esse grande feito que tive a sorte de poder conquistar. Agora é aproveitar e curtir esse momento. Meu sonho sempre foi ganhar aqui em Wimbledon, meu foco sempre foi vir aqui e ganhar. Sempre gostei da grama, e a gente foi em ‘s-Hertogenbosch pensando em Wimbledon, independente dos resultados. Quero realmente agradecer todo mundo que torce por mim e que mandou mensagens parabenizando. Ser campeão de Wimbledon, Roland Garros e voltar ao número 1 do mundo é algo fantástico, fico realmente feliz de ter conquistado isso em minha carreira”, disse Melo logo após a conquista do título, tentando entender seu feito.

Melo e Kubot fecharam a temporada de grama invictos, levando os títulos de ‘s-Hertogenbosch, Halle e Wimbledon, sendo 14 vitórias consecutivas. O título no Grand Slam londrino garantiu a dupla no ATP Finals, torneio que reúne as melhores duplas da temporada. Os pontos somados com a conquista colocarão Melo na primeira colocação do ranking, além de Kubot atingir a quarta posição, sendo seu melhor ranking da carreira.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s