André Sá anuncia aposentaria; mineiro se despedirá nos torneios do Brasil

Com 21 anos de carreira profissional, 30 finais e 11 títulos, André Sá anunciou a sua aposentadoria. O mineiro de 40 anos disputará seus últimos torneios no Brasil, jogando o Rio Open, no Rio de Janeiro, e o Brasil Open, em São Paulo.

2017 French Open - Day Five

Foto: Getty Images

Sá, que começou a jogar tênis aos 8 anos, foi o responsável por abrir o caminho para dois grandes pilares do tênis brasileiro atual, Bruno Soares e Marcelo Melo. Semifinalista de Wimbledon nas duplas, o seu torneio favorito, o mineiro também atingiu um grande resultado no Grand Slam da grama em simples, parando nas quartas de final.

Com quatro Jogos Olímpicos disputados, Sá é o recordista do tênis brasileiro de participações, sendo a última no Rio de Janeiro, em 2016, vencendo Andy e Jamie Murray na estreia, ao lado de Thomaz Bellucci. Também representando o Brasil, o mineiro foi medalha de ouro nas duplas nos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg, em 1999, e disputou 18 confrontos de Copa Davis.

“Tomei a decisão no começo de Janeiro. Por várias razões, mas essa oportunidade de treinar o Bellucci ajudou. Foi bem difícil essa decisão, levou alguns meses, somente depois do US Open que realmente comecei a pensar em parar. Sentia que era a hora certa,” revelou o mineiro, que seguirá treinando o paulista Thomaz Bellucci.

Ex-número 17 do mundo, André avaliou bem seus mais de 20 anos de carreira e destacou seus momentos favoritos: “Avalio minha carreira como de sucesso, longevidade nunca é fácil, né? Depende de muita de disciplina e comprometimento. Os pontos altos foram Wimbledon, medalha de ouro no Pan 99, representar o Brasil na Copa Davis e o tanto de amizades que fiz nesses 22 anos de carreira. Ficou faltando mesmo um titulo de Grand Slam, esse era o objetivo quando comecei a jogar duplas.”

Disputando os torneios brasileiros antes de encerrar oficialmente sua carreira, o mineiro deseja deixar uma boa impressão. “Só espero uma última boa apresentação em casa, junto da minha família nesses torneios, e querendo ganhar também. Sem dúvidas serão semanas diferentes e emocionantes para mim”, seguiu.

Ativo também nos bastidores, o brasileiro fazia parte do Conselho dos Jogadores da ATP, além de dar palestras para empresas. Simultaneamente ao trabalho de treinador de Bellucci, Sá atuará como sócio da Linkinfirm, empresa que cuida da carreira de Bruno Soares e outros tenistas brasileiros, além de Bob e Mike Bryan. Apesar de estar se aposentando, o tenista afirma que não vai pendurar a raquete de vez: “Tênis representa tudo, uma paixão que me deu caminho para várias realizações. Conheci minha esposa, o mundo e, principalmente, eu mesmo. Amo tênis e nunca vou parar de jogar. Estou parando de competir, mas parar de jogar só quando bater as botas”, encerrou, brincando e declarando seu amor ao esporte.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s