Duplas de Melo e Soares caem na estreia em Monte Carlo

Em suas estreias, as duplas dos mineiros Marcelo Melo e Bruno Soares foram eliminadas do Masters 1000 de Monte Carlo. Primeiros em quadra, Melo e seu parceiro, o polonês Lukasz Kubot, foram superados pelos italianos Simone Bolelli e Fabio Fognini na última quarta-feira em dois sets a um, com parciais de 2/6, 6/2 e 10-7.

335661_782476_40409499631_8b6244fd8e_k

Foto: Fotojump

“Mais um jogo parecido com o Masters 1000 de Miami. Jogamos muito bem, mas os pequenos detalhes decidiram contra. Foi uma bela partida. Eles jogam muito bem nessa superfície. Fizemos um excelente primeiro set, depois eles acabaram quebrando em um game e começaram a jogar também muito decisivo. E no match tie-break foi um ponto pra cá outro pra lá que decidiu o jogo, mas a partida foi em alto nível”, resumiu Melo.

Esta foi a quarta derrota seguida da dupla, que contou com o mineiro sofrendo uma lesão muscular no ATP 500 de Acapulco, no início de Março. Apesar da sequência negativa, Melo segue confiante com o desempenho: “Uma pena não ter caído para o nosso lado, mas temos de ter tranquilidade de saber que se continuarmos jogando assim uma hora os resultados virão, porque o nível realmente foi muito alto nos nossos dois últimos jogos, em Miami e aqui. Agora é seguir treinando, pegar os próximos torneios e recuperar a confiança, de volta, que é um detalhe que está faltando. Temos que ser um pouco mais decisivo nos momentos importantes, que isso vem com a confiança de ganhar mais um ou dois jogos seguidos.”

Melo e Kubot agora seguem para a Espanha, onde disputarão o ATP 500 de Barcelona. Depois, vão para o ATP 250 de Munique e os Masters 1000 de Madri e Roma, até chegar a Paris, para Roland Garros, o segundo Grand Slam do ano.

Já nesta quinta-feira, Bruno Soares e Jamie Murray sofreram a virada para o indiano Rohan Bopanna e o francês Edouard Roger-Vasselin, com parciais de 3/6, 6/4 e 11-9.

Após dois sets muito parecidos, com apenas uma quebra acontecendo em cada, a partida foi decidida no match tie-break. Lá, o time do mineiro e do britânico teve três chances de fechar a partida, mas Murray cometeu duas duplas faltas quando sacava para o jogo, com a dupla perdendo cinco pontos seguidos no total.

Quem também sofreu uma derrota nesta quarta-feira foi o gaúcho Marcelo Demoliner, que disputou o challenger de Tunis, na Tunísia. Ao lado do sueco Robert Lindstedt, a dupla foi superada nas quartas de final pelos belgas Sander Gillé e Joran Vliegen em 7/6 e 6/3.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s