Após três anos, parceria de Soares e Murray chega ao fim

É o fim de um ciclo para Bruno Soares e Jamie Murray. O mineiro e o britânico disputarão seu último torneio juntos em Roland Garros, terminando uma parceria de três anos e meio. Campeões do Australian Open, do US Open e de mais oito títulos, a dupla tentará encerrar uma das parcerias mais bem sucedidas da década com estilo em Paris.

Bruno+Soares+Nitto+ATP+World+Tour+Finals+Day+hSS57vwvzw0x

Foto: Julian Finney/Getty Images Europe

Em conversa com o blog, o mineiro revelou que o ano não foi bem o que a dupla esperava, sendo o motivo da separação. “A decisão aconteceu depois de Roma. O Jamie me ligou e a gente bateu um papo, onde ele me disse que por mais que os resultados estejam saindo, eles não correspondiam com a expectativa que tínhamos, e que ele achava que seria uma boa hora pra gente dar uma mudada de ares. Foi um papo muito legal e eu concordei. Apesar da gente ter jogado muito bem nas ultimas semanas, o ano não embalou”, explicou o mineiro.

A decisão partiu de Murray, e Soares entende e respeita o ponto de vista de seu parceiro. “Veio dele, mas eu respeito isso. Acho que, por mais que a gente se torne amigo, isso aqui ainda é a nossa profissão. Se ele está sentindo isso, alguma insatisfação, eu tenho que respeitar e procurar algo diferente”, disse Soares, que ganhou seus maiores títulos da carreira ao lado do britânico. O mineiro exaltou a personalidade de Jamie, um dos seus melhores amigos no circuito: “Estou encerrando um ciclo muito legal com o Jamie. Grandes resultados, uma grande amizade e um cara nota mil.”

Após Roland Garros, Bruno iniciará uma nova parceria com o croata Mate Pavic. Ex-número 1 do mundo e dono de 14 títulos, sendo um deles no Australian Open, Pavic é um dos poucos que fizeram a transição para as duplas em uma idade muito jovem. Aos 25 anos e já com uma carreira consolidada, o croata terá a experiência de Soares ao seu lado, padrão que mostrou-se vitorioso para Pavic, conquistando todos seus títulos com tenistas mais experientes. “Eu liguei para o Mate e obviamente peguei ele de surpresa. Falei o que estava acontecendo e se ele gostaria de formar uma parceria comigo, então ele pediu uns dias para pensar. Depois, ele me retornou dizendo que toparia e que iniciaríamos a parceria logo na grama”, comentou o mineiro, que admitiu ter surpreendido seu futuro parceiro com a notícia.

“Agora, iniciarei um novo ciclo com o Mate e, quem sabe, correr atrás do prejuízo para conseguirmos jogar o ATP Finals”, finalizou Soares, já de olho na classificação para o torneio que reúne as oito melhores duplas da temporada em Londres. Bruno e Murray estão atualmente na oitava posição da corrida para Londres, enquanto Pavic e seu parceiro atual, o austríaco Oliver Marach, figuram na quarta colocação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s