Guia das duplas – Roland Garros 2019

e58607418a4e07ce595746f94c5369fb8c3d199a_pierre-hugues-herbert-et-nicolas-mahut-double-messieurs-roland-garros-2018

Foto: Philippe Montigny/FFT

Os campeões
Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut são os atuais campeões de Roland Garros. Os franceses optaram por não defender o título, com Herbert dedicando-se exclusivamente aos jogos de simples nos próximos meses. A previsão de retorno da dupla é para o mês de agosto, nos torneios que antecedem o US Open.

Em Paris, Mahut disputa o torneio ao lado do austríaco Jurgen Melzer. Cabeças de chave 13, a dupla iniciará a sua campanha contra os italianos Cecchinato/Seppi. Logo nas oitavas, Mahut e Melzer terão a missão de passar pelos cabeças 4 Marach e Pavic, que vêm de título no ATP 250 de Genebra.

Projeção de Mahut/Melzer
R1: Cecchinato/Seppi
R2: Krawietz/Mies ou Guinard/Rinderknech
Oitavas: [4]Marach/Pavic
Quartas: [6]Klaasen/Venus, [9]Gonzalez/Zeballos
Semi: [2]Murray/Soares, [7]Bryan/Bryan, [10]Rojer/Tecau, [16]Krajicek/Sitak

Os brasileiros
Marcelo Melo e Lukasz Kubot
Melo e Kubot vão para Paris com confiança após uma temporada de saibro positiva. Com bons resultados nos Masters 1000, saindo com uma semi em Roma, a dupla fez ótimos jogos e aproveitou os dias de treinos na França para dar os toques finais.

Cabeças de chave 1 da competição, o time será testado desde o início de sua campanha. Na estreia, enfrentarão os simplistas espanhois Baena/Munar, podendo pegar os finalistas de Budapeste Daniell/Koolhof logo na segunda rodada. Os primeiros cabeças de chave na projeção de seu caminho são McLachlan e Struff, a quem a dupla derrotou em um match tie-break no torneio de Madri. O japonês e o alemão estão tendo problemas em sua temporada de saibro, com cinco jogos apertados, porém nenhuma vitória. Na semi, muitos times que tiveram um bom aproveitamento no saibro: Cabal/Farah (dois títulos conquistados), Mektic/Skugor (campeões em Monte Carlo) e Dodig/Roger-Vasselin (campeões em Lyon).

Projeção de Kubot/Melo
R1: Carballes Baena/Munar
R2: Daniell/Koolhof ou Bedene/Hurkacz
Oitavas: [15]McLachlan/Struff
Quartas: [8]Kontinen/Peers, [11]Ram/Salisbury, Demoliner/Sharan
Semi: [3]Cabal/Farah, [5]Mektic/Skugor, [12]Dodig/Roger-Vasselin, [14]Haase/Nielsen

Bruno Soares e Jamie Murray
Finalistas no ATP 500 de Barcelona e semifinalistas do Masters 1000 de Monte Carlo, a dupla busca superar as quartas de 2017, o seu melhor resultado em Paris, para terminar a parceria com estilo. O mineiro e o britânico disputarão seu último torneio juntos em Roland Garros, encerrando um ciclo de mais de três anos e 10 títulos conquistados na capital francesa. Os planos dos cabeças de chave 2, porém, podem ter uma grande pedra no caminho logo na segunda rodada, com os argentinos Diego Schwartzman e Guido Pella, que tiveram ótimos resultados nas chaves de duplas recentemente.

Projeção de Murray/Soares
R1: Berrettini/Sonego
R2: Pella/Schwartzman ou Gaston/Tabur
Oitavas: [16]Krajicek/Sitak
Quartas: [7]Bryan/Bryan, [10]Rojer/Tecau
Semi: [4]Marach/Pavic, [6]Klaasen/Venus, [9]Gonzalez/Zeballos, [13]Mahut/Melzer

Marcelo Demoliner e Divij Sharan
A nova parceria de Demoliner já rendeu frutos, com o gaúcho e o indiano sendo finalistas no ATP 250 de Munique. Dividindo suas atenções entre o russo Daniil Medvedev, com quem disputa os Masters 1000, e Sharan, seu parceiro fixo, Demoliner vai para Roland Garros com bons resultados na temporada de saibro. Além de Munique, Marcelo também atingiu as quartas dos Masters de Monte Carlo e Madri, parando as duas campanhas com desistências de Medvedev. Em Paris, a estreia será contra o experiente sueco Robert Lindstedt e o potente simplista Marton Fucsovics. A potencial segunda rodada será um problema para a dupla, que enfrenta os vencedores da partida entre os cabeças 8 Kontinen/Peers e o sempre perigoso time de Mayer/Sousa.

Projeção de Demoliner/Sharan
R1: Fucsovics/Lindstedt
R2: [8]Kontinen/Peers ou Mayer/Sousa
Oitavas: [11]Ram/Salisbury
Quartas: [1]Kubot/Melo, [15]McLachlan/Struff
Semi: [3]Cabal/Farah, [5]Mektic/Skugor, [12]Dodig/Roger-Vasselin, [14]Haase/Nielsen

Em alta
Os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah tiveram uma excelente temporada de saibro. A dupla foi campeã no ATP 500 de Barcelona e defendeu o título no Masters 1000 de Roma, sendo os maiores vencedores na preparação para o Grand Slam francês. Em grande fase, Cabal e Farah têm uma chave muito técnica pela frente e precisarão derrotar outras duplas que também terminaram bem a gira no saibro para avançar em Roland Garros.

Projeção de Cabal/Farah
R1: Ebden/Smith
R2: Paes/Paire ou Inglot/Klizan
Oitavas: [14]Haase/Nielsen
Quartas: [5]Mektic/Skugor, [12]Dodig/Roger-Vasselin
Semi: [1]Kubot/Melo, [8]Kontinen/Peers, [11]Ram/Salisbury, [15]McLachlan/Struff

Quem também se deu bem nessas semanas foi a dupla de Raven Klaasen e Michael Venus. Aliando técnica com potência, o sul-africano e o neozelandês fizeram semi em Barcelona e foram finalistas no Masters 1000 de Roma, superando grandes times em ambos os caminhos. Em Paris, a dupla terá que lidar com as bombas de Bopanna e Copil logo na primeira rodada. Em seu caminho também estão os cabeças de chave 4 Marach/Pavic em uma possível quartas de final, dupla que Klaasen e Venus superaram por duas vezes nesta gira de saibro.

Projeção de Klaasen/Venus
R1: Bopanna/Copil
R2: Humbert/Mannarino ou Bonzi/Hoang
Oitavas: [9]Gonzalez/Zeballos
Quartas: [4]Marach/Pavic, [13]Melzer/Mahut
Semi: [2]Murray/Soares, [7]Bryan/Bryan, [10]Rojer/Tecau, [16]Krajicek/Sitak

Outro grande resultado dos torneios preparatórios foi o título de Jean-Julien Rojer e Horia Tecau no Masters 1000 de Madri. O holandês e o romeno passavam por uma fase de altos e baixos, com muitas duvidas sobre a continuação da parceria, que está no sexto ano. O título retornou a confiança da dupla, que pode voltar a enfrentar os irmãos Bryan pela terceira vez consecutiva.

Projeção de Rojer/Tecau
R1: Garin/Londero
R2: Berankis/Nishioka ou McDonald/Opelka
Oitavas: [7]Bryan/Bryan
Quartas: [2]Murray/Soares, [16]Krajicek/Sitak
Semi: [4]Marach/Pavic, [6]Klaasen/Venus, [9]Gonzalez/Zeballos, [13]Mahut/Melzer

Os melhores jogos de primeira rodada
Granollers/Lopez x Shapovalov/Verdasco
[5]Mektic/Skugor x Cuevas/Lopez
[6]Klaasen/Venus x Bopanna/Copil
[8]Kontinen/Peers x Mayer/Sousa
[15]McLachlan/Struff x Chardy/Martin
Demoliner/Sharan x Fucsovics/Lindstedt
Paes/Paire x Inglot/Klizan
Bambridge/O’Mara x Skupski/Skupski

Onde assistir
O canal BandSports é o detentor dos direitos do torneio no Brasil, transmitindo na televisão e também no site. Neste ano, porém, os brasileiros contam com uma novidade! O site oficial do torneio, aovivo.rolandgarros.com, está oferecendo a transmissão de todos os jogos (sim, todos!) por 29,99 reais. Após realizar o pagamento, você poderá acompanhar todo o Grand Slam do saibro, além de conteúdos extras exclusivos, no seu computador e no seu celular, pelo aplicativo “Roland Garros Ao Vivo”.  Confira a chave completa das duplas que disputarão o torneio, acesse o seu meio favorito para assistir as partidas e não perca um segundo do charme de Paris!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s