Faltou pouco para Bruno Soares em Roland Garros. O mineiro e Mate Pavic lutaram na decisão, mas foram superados pelos alemães Kevin Krawietz e Andreas Mies, que defenderam o seu título na capital francesa, em 6/3 e 7/5. Esta foi a primeira final no Grand Slam francês para o brasileiro.

“Foi um grande torneio, muito feliz com o resultado. Acho que, avaliando como um todo, foi mais uma tremenda semana. Hoje fomos dominados pelo Krawietz e o Mies, eles jogaram melhor que a gente. Não conseguimos impor o nosso jogo, ficamos o tempo inteiro incomodados. O estilo de jogo deles é muito difícil, incomoda. Eles são muito eficientes no saque e colocam muita pressão na gente. Mérito deles, que conseguiram fazer a gente não jogar e não render o nosso melhor”, avaliou Bruno, reconhecendo a superioridade dos adversários e contente com o desempenho nas duas semanas.

A campanha colocará Bruno Soares de volta ao top 10. O mineiro de 38 anos, que passou um ano fora do grupo dos 10 melhores do mundo, figurará na sexta posição do ranking da próxima segunda-feira. Além do ranking individual, a dupla também subirá para a segunda colocação no ranking da temporada, ficando atrás apenas de Rajeev Ram e Joe Salisbury, os campeões do Australian Open.

Após o grande resultado em Roland Garros, Bruno voltará para o Brasil para recarregar as energias. “Muito feliz mesmo com o resultado, agora é voltar para casa e descansar 15 dias antes de voltar para a reta final da temporada, que tem muita coisa importante ainda”, finalizou. Depois da pausa, Soares e Pavic seguirão para Áustria, onde disputarão o ATP 500 de Viena, e França, para o Masters 1000 de Paris, antes de encerrar o ano no ATP Finals, torneio que reúne as oito melhores duplas da temporada na O2 Arena, em Londres.

Já Krawietz e Mies seguem invictos em Roland Garros. Na sua segunda participação no Grand Slam francês, a dupla foi campeã mais uma vez e aumentou o seu recorde em Paris para 12 vitórias e zero derrotas. Os alemães foram apenas a quarta dupla a conseguir defender o título em Roland Garros, seguindo Kafelnikov/Vacek, Bjorkman/Mirnyi e Mirnyi/Nestor. A campanha coloca o time na terceira colocação do ranking da temporada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s