Marcelo Melo está na fase final de sua preparação para o Australian Open. O mineiro, que segue treinando em Monte Carlo, viajará nesta quinta-feira para Melbourne. Para um melhor controle da entrada dos tenistas no país, a competição fretou voos saindo de diferentes partes do mundo, com Melo embarcando em Dubai, nos Emirados Árabes.

“Estamos seguindo as orientações do torneio sobre o voo. Vamos sair de Dubai, em avião fretado para os jogadores. Estão organizando para que todos partam juntos para Melbourne. E aí facilita muito a entrada lá”, contou o mineiro. Marcelo jogará dois torneios, um ATP 250 em Melbourne e o Australian Open, ao lado do romeno Horia Tecau, já que seu parceiro fixo, o holandês Jean-Julien Rojer, será pai em breve.

Após a chegada na Austrália, os tenistas precisam cumprir uma rígida quarentena de 14 dias que inclui parceiros fixos de treino. “Durante a primeira semana vamos treinar eu e o Horia. Não podemos ter contato com mais ninguém. Na segunda semana, será permitido o contato com mais uma dupla. Conversamos com o Mate Pavic e o Nikola Mektic e vamos treinar junto com eles. Mas só podemos treinar com eles e sem contato com mais ninguém fora desse grupo, somente os quatro”, completou Marcelo.

Além da definição dos parceiros de treino, os competidores poderão ficar poucas horas fora de seus quartos para evitar a disseminação do vírus. “Essas cinco horas incluem atividades como o treino, a parte física, a fisioterapia. Pelo que entendi a organização do Australian Open é que vai decidir os horários que poderemos ficar fora. No restante do dia somos obrigados a permanecer no quarto. E sem contato com outros jogadores fora do nosso grupo, dois e depois quatro. Realmente muito restrito nessas duas semanas, pelas condições que a Austrália está. Parece que em Melbourne estão nulos os casos. Não querem correr o risco de levar o vírus para lá. E entendemos todos esses cuidados”, continuou.

“Depois dos 14 dias, aí poderemos circular livremente por Melbourne, escolher nosso hotel, voltar ao normal, sem essa rotina das duas primeiras semanas. Já outras restrições, durante o torneio, só vamos saber chegando lá. E tem um número específico de convidados, praticamente pode levar um cada um. Parece que só entram mil pessoas na Austrália”, finalizou o mineiro, detalhando as medidas do torneio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s