Em partida apertada, a dupla de Bruno Soares e Jamie Murray venceu mais uma e segue avançando no Australian Open. O mineiro e o britânico derrotaram o time do italiano Simone Bolelli e do argentino Maximo Gonzalez de virada, com parciais de 6/7 (5-7), 6/2, 6/4 e 2h31 de duração, para avançar às quartas do torneio australiano.

“Foi um jogaço. Três sets e jogo longo, de quase três horas de duração. O primeiro set foi muito no detalhe, todo mundo sacou bem e ninguém deu muitas chances. Aí fomos para o tie-break, que foi duro. Nós demos um pouco de azar no finalzinho com uma bola que bateu na fita, que era pra gente abrir 6-4, mas eles conseguiram empatar em 5-5. Eles jogaram bem os dois pontos seguintes e levaram. O bom é que conseguimos voltar com uma energia boa no segundo set e já saímos quebrando, o que foi positivo para a gente poder inverter o momento deles. E o terceiro set foi muito no detalhe. As duas duplas tiveram chances e felizmente caiu para o nosso lado”, contou o mineiro, aliviado com o resultado.

Agora, os próximos adversários de Soares e Murray são o salvadorenho Marcelo Arevalo e o holandês Matwe Middelkoop. “Mais uma quartas de final com o Jamie. Agora temos uma partida contra uma dupla que vem jogando bem e ganhando bons jogos. É seguir o que a gente vem fazendo. Estamos com um bom ritmo de jogo, confiança e energia alta, então é colocar tudo isso em prática”, finalizou o atual número 5 do mundo.

Campeão no US Open e finalista em Roland Garros com Mate Pavic na última temporada, o mineiro segue em ótima fase nos Grand Slams. Na próxima rodada, Bruno vai em busca de retornar às semifinais do Australian Open, torneio em que o brasileiro e o britânico foram campeões em 2016. Naquele mesmo ano, Bruno e Jamie também conquistaram o título no US Open e terminaram a temporada no topo do ranking de times.

Bruno também segue vivo na chave de duplas mistas. Ao lado da compatriota Luisa Stefani, o mineiro entrará em quadra na madrugada desta terça-feira para enfrentar os anfitriões Matt Ebden e Samantha Stosur. O brasileiro, que já foi campeão de mistas no Australian Open (2016) e outras duas vezes no US Open (2012 e 2014), briga para adicionar mais um Grand Slam à sua coleção.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s