Bruno Soares e Jamie Murray estrearam com vitória em Roland Garros. O mineiro e o britânico, cabeças de chave 7 do torneio francês, passaram por uma difícil primeira rodada contra os britânicos Luke Bambridge e Dominic Ingot, com parciais de 7/6(5) 6/7(4-7) 6/3 e 2h43 de duração. Na segunda rodada, Bruno e Jamie enfrentarão o austríaco Oliver Marach e o paquistanês Aisam-ul-Haq Qureshi.

“Foi um jogo duríssimo. Acho que, no geral, jogamos bem. Apesar de eu ter sacado mal hoje, as outras coisas nós fizemos muito bem. O Jamie estava super sólido e eu acompanhei bem na maior parte do jogo. Nós deixamos escapar o segundo set, acabou faltando um pouco de sorte ali. Nós dominamos e criamos muitas chances, mas acabamos não capitalizando e perdemos num tie-break com uns pontos malucos. Mas acho que tivemos tranquilidade ali no terceiro set, esfriamos a cabeça e não deixamos essa preocupação nos pegar. Muito feliz de estar na segunda rodada, Roland Garros é um torneio muito importante. Seguimos jogo a jogo”, disse o atual número 12 do mundo, contente com a estreia.

Bruno disputa a sua 14ª edição no Grand Slam francês, com a sua melhor campanha sendo o vice-campeonato alcançado em 2020, ao lado de Pavic. Ao todo, o brasileiro possui 34 títulos em sua carreira e vai em busca de um quarto troféu do nível Grand Slam nas duplas masculinas. Além do título no US Open em 2020 com Pavic, Bruno também foi campeão do Australian Open e do US Open em 2016, ambos com Jamie Murray.

Kubot/Melo e demoliner/gonzalez param na estreia

No primeiro jogo de retorno da dupla, Marcelo Melo e Lukasz Kubot acabaram sofrendo uma derrota. O mineiro e o polonês caíram na estreia em Roland Garros, com os norte-americanos Nicholas Monroe e Frances Tiafoe triunfando em 6/3 e 6/4.

“Eles jogaram bem e nós não começamos tão bem. Acabamos voltando depois de um break e tivemos chances de passar na frente, o que poderia ter mudado a história do jogo, mas eles acabaram jogando melhor. Tivemos chance de novo de quebrar e voltar no jogo, mas não conseguimos. O segundo set foi igual e eles aproveitaram uma oportunidade. Acho que o Tiafoe jogou muito bem. Agora é descansar um pouco e ajeitar os planos para os torneios de grama”, disse Marcelo, reconhecendo seus adversários.

Ainda decidindo seus calendários, Melo e Kubot devem disputar apenas Wimbledon na curta temporada de grama. Em ano olímpico e atípico, os tenistas estão planejando seus próximos passos no restante da temporada, que pode incluir os Jogos Olímpicos no fim de julho.

Quem também acabou caindo foi Marcelo Demoliner. Ao lado do mexicano Santiago Gonzalez, o gaúcho foi superado por Oliver Marach e Aisam-ul-Haq Qureshi em 3/6, 7/5 e 6/2, se despedindo na primeira rodada do Grand Slam francês.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s