O tênis brasileiro amanheceu com uma má notícia. Na manhã desta quarta-feira, Bruno Soares desistiu da disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio após ser diagnosticado com apendicite. O mineiro já passou pela cirurgia de retirada do apêndice e está em repouso.

Marcelo Melo e Marcelo Demoliner (Foto: Divulgação)

“O Bruno começou a passar mal no segundo voo que pegamos, na escala nos Estados Unidos. Ele começou a falar que estava se sentindo mal, com dores no abdômen. O tempo passava e ele não melhorava. Durante o procedimento de chegada no aeroporto do Japão, de quase 5 horas, ele precisava ficar deitado de tantas dores que estava sentindo”, contou Marcelo Melo, que jogaria ao lado de Soares em Tóquio.

“Dava pra ver que não era algo comum. Quando chegamos na Vila, ele já foi direto visitar o pessoal do Comitê Olímpico Brasileiro para se consultar. Ontem ele até chegou a fazer um tratamento com antibióticos para ver se melhorava, mas sabemos como apendicite é perigoso. Quando inflama, então, fica complicado. Então o Bruno, juntamente ao COB, o COI e o médico pessoal dele chegaram na conclusão de que seria melhor operar”, continuou o mineiro.

Soares disputaria a sua terceira edição dos Jogos Olímpicos, sendo todas ao lado de Melo. Como o imprevisto aconteceu antes do sorteio da chave, o time brasileiro pôde remanejar as suas duplas participantes. Com isso, Melo passará a jogar ao lado de Marcelo Demoliner, que antes fazia dupla com Thiago Monteiro. A troca permite que Melo continue a disputar os Jogos Olímpicos e que também possa disputar a chave de duplas mistas ao lado de Luisa Stefani.

“O Demo veio muito empolgado pras Olimpíadas e eu tenho muita confiança nele, nós jogamos bem juntos nas vezes que entramos em quadra. O sonho da medalha continua vivo como nunca. Estamos na torcida pela recuperação do Bruno, o sonho dessa medalha também é dele, mas vamos ter que dar a conta do recado. A chave estará fortíssima, todas as duplas vieram para o torneio. Acho que eu e o Demo estaremos como “azarões” na disputa, vindo pela sombra”, finalizou Marcelo.

Melo e Demoliner disputaram dois confrontos de Copa Davis juntos, vencendo em ambas as oportunidades. Uma das vitórias foi contra o time dos colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, uma das duplas favoritas em Tóquio.

Agora, a segunda dupla brasileira precisará esperar uma desistência para entrar na chave. Monteiro se inscreveu ao lado de João Menezes, que também representará o Brasil na chave de simples.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s