Com drama e de virada, Melo e Dodig vencem e avançam para a final

Em partida dramática, Marcelo Melo e Ivan Dodig superaram Lukasz Kubot e Robert Lindstedt, até então invictos, em 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/4 e 10-6.

Foto: Gustavo Werneck/VIPCOMM

Foto: Gustavo Werneck/VIPCOMM

“É realmente uma emoção muito grande ir para decisão do Finals. No ano passado, a gente fez vários jogos de alto nível, mas paramos na semifinal. Passar para final é uma bela recompensa pelo ano difícil que tivemos”, destaca Melo. A última vez que o Brasil foi representado na final do torneio foi com Gustavo Kuerten, em 2000, em Lisboa, na antiga Master Cup. Na ocasião, o catarinense conquistou o título.

O primeiro set foi marcado pelo baixo aproveitamento de saque da dupla de Melo, enfrentando seis break points e sendo quebrados no 4/4. No segundo, os papeis se inverteram, com Lindstedt tendo seu saque ameaçado por cinco vezes e sendo quebrado no 4/5, dando a vitória do set para seus adversários e levando a decisão para o match tie-break. Marcelo e Dodig começaram abrindo 6-1 e, mesmo com Kubot e Lindstedt devolvendo dois mini-breaks, o mineiro e o croata administraram a vantagem, fechando em 10-6.

“Foi um jogo muito tenso. Tivemos uma pequena chance no primeiro set, mas não aproveitamos e perdemos. A chave da vitória foi não perder o foco depois de o Ivan ter o saque quebrado. Continuamos focados, acreditando no nosso jogo. Aproveitamos a única oportunidade que tivemos e vencemos o segundo set. Abrimos uma boa vantagem, mas o match tie-break é sempre uma novela. Abrimos 6 a 1 e, logicamente, todos estavam tensos, nervosos. Mas tivemos calma para finalizar”, completa o mineiro.

Com a vitória, Melo e Dodig avançam para a final e esperam os vencedores da partida entre os irmãos Bryan e os franceses Julien Benneteau e Edouard Roger-Vasselin. A final será neste domingo, às 13h30, com transmissão do Sportv2.

Anúncios

Kubot e Lindstedt vencem a terceira e enfrentam Melo na semi

Lukasz Kubot e Robert Lindstedt finalizaram sua campanha na fase de grupos do ATP Finals com três vitórias, liderando o Grupo A da competição. O polonês e o sueco venceram Jean-Julien Rojer e Horia Tecau em 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 7/6.

Tecau sofreu uma quebra em seu saque no primeiro set, deixando os adversários na vantagem. O romeno voltou a ser quebrado no segundo set, o que não impediu a reação de sua dupla, devolvendo a quebra no saque de Lindstedt e igualando o set. Com os saques sendo confirmados, o set foi para o tie-break, que contou com múltiplos erros de Rojer e Tecau, dando a vitória para os invictos do grupo A.

Kubot e Lindstedt, com a liderança garantida, enfrentarão o brasileiro Marcelo Melo e seu parceiro, o croata Ivan Dodig, na semifinal, programada para este sábado. A outra semifinal contará com os franceses Julien Benneteau e Edouard Roger-Vasselin e os vencedores de Peya/Soares x Bryan/Bryan, partida que acontece nesta sexta-feira, às 15h45, com transmissão do Sportv2.

Melo e Dodig garantem vaga na semifinal

Em uma partida de alto nível, decidida nos detalhes e em dois tie-breaks emocionantes, o brasileiro Marcelo Melo e o croata Ivan Dodig derrotaram nesta terça-feira os espanhóis Marcel Granollers e Marc Lopez por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7-5) e 7/6 (14-12), após 1h55 de jogo. A vitória garante, pelo segundo ano consecutivo, a parceria do mineiro na semifinal do ATP Finals, torneio disputado em Londres e que reúne as oito melhores duplas da atualidade.

Melo teve o saque pressionado logo no terceiro game, mas se saiu bem. No game seguinte, a dupla do mineiro forçou nas devoluções e conseguiu uma quebra em cima de Lopez. Os rivais deram o troco no sétimo game, no serviço do brasileiro. Com as forças equilibradas, a parcial foi levada para o tie-break. Granollers e Lopez garantiram um minibreak logo no começo e chegaram a abrir 5 a 2. Melo e Dodig reagiram vencendo os cinco pontos seguintes, fechando em 7-5.

No segundo set, os papéis se inverteram. Dodig cedeu o serviço no sexto game, mas no seguinte devolveu a quebra no saque de Lopez. Outro tie-break foi disputado, com pontos emocionantes e erros dos dois lados, dando um drama a mais na partida. No fim, o brasileiro e o croata finalizaram em 14-12.

“O importante desta vitória foi seguir o mesmo ritmo do primeiro ao último ponto. O Ivan estava jogando muito bem, eu estava com dificuldades de encontrar o jogo, mas a dupla é assim, um ajudando ao outro. Eu melhorei no segundo set e isso ajudou o Ivan a continuar forte”, destaca Melo.

O brasileiro também comentou os dois tie-breaks disputados. “Independente do resultado do ponto anterior nos mantivemos focados. Eles (espanhóis) tiveram match point, nós também. Então, foi muito bom para a gente vencer esses pontos, o que mostrou que estávamos atentos, querendo ganhar”.

Com o resultado obtido sobre a sexta melhor dupla do ranking, Melo e Dodig assumem a liderança do Grupo B, com duas vitórias e nenhum set cedido na competição.

Na quinta-feira, o brasileiro e croata retornam à quadra para sacramentar o primeiro lugar da chave. Eles enfrentam os franceses Edouard Roger-Vasselin e Julien Benneteau. “É muito legal estar novamente na semifinal e poder representar o Brasil. No ano passado perdemos jogando bem. Então, espero jogar ainda melhor para tentar avançar à final, mas ainda temos o jogo de quinta. Não é porque estamos classificados que vamos deixar de jogar focados. Estamos mais tranquilos, isso é verdade, mas vamos entrar em quadra com todas as nossas forças”, complementa o brasileiro.

Marcelo Melo e Ivan Dodig conquistam o primeiro título da parceria em Xangai

Na madrugada deste domingo, Marcelo Melo e Ivan Dodig derrotaram Marrero/Verdasco para conquistar o Masters de Xangai. A partida foi muito disputada do começo ao fim com belíssimos ralis, mas foi no match tie-break que Marcelo e Ivan brilharam, fechando em 10-2.

A dupla formada pelo brasileiro e pelo croata fez uma campanha impecável, derrotando os convidados Federer/Zhang, os cabeças 4 Qureshi/Rojer e a dupla número 1 do mundo Bryan/Bryan no caminho para a Final.

Este foi o primeiro título da parceria, o qual os colocou em uma posição muito favorável na corrida para Londres, deixando-os na 3ª colocação. A vitória também trouxe outra agradável novidade: Melo subirá para a 8ª colocação no ranking individual, assim colocando dois brasileiros no top 10, algo que não acontecia há 30 anos.

E para celebrar essa conquista, nada melhor que uma bela galeria de imagens!

Marcelo+Melo+2013+Shanghai+Rolex+Masters+Day+YvlLuOnjkXQx   Continuar lendo

Mais do que motivos.

Já escrevi um post com 10 motivos para gostar de Ivan Dodig, mas 10 motivos estão longe de descrever o que é Ivan Dodig. Espero conseguir passar um pouco da essência de tudo o que o croata fez em sua carreira e o que o torna um dos homens mais interessantes do circuito neste singelo post.

Fiquei bastante emotiva depois dessa final que ele e o Marcelo fizeram em Wimbledon. Mais do que isso, fiquei orgulhosa. Conheci o Ivan por intermédio de Marin Cilic, que é meu tenista (sem mononucleose) favorito, em meados de 2010. Os dois são melhores amigos, nasceram na mesma cidadezinha na Bósnia e Herzegovina e treinavam juntos desde pequenos. Marin faz questão de citar Ivan como melhor amigo, como o cara que sempre o inspirou a continuar. Ele também já declarou que simplesmente não consegue se concentrar totalmente nas partidas contra o Ivan, porque ele sempre será seu ‘irmão’ e as partidas sempre parecerão amistosos.

64880

Pra mim, Ivan é o maior exemplo que um juvenil pode ter. Passou por todas as dificuldades possíveis, mas não desistiu. Nem se quer pensou em desistir, seguiu em frente pra completar o sonho de ser um tenista.

Continuar lendo

Solfire

O que tem de gente parando no blog procurando pelo uniforme de Ivan Dodig e Bruno Soares não é brincadeira, viu? Com isso, achei justo mostrar um pouquinho da Solfire para vocês que tanto procuram. Agora tem, gente!

A Solfire foi fundada por Brendan Murphy, um ex-atleta profissional apaixonado por tênis que encontrou em seu tempo livre a paixão por pintar. Brendan tornou-se um artista respeitado, com quadros expostos pelo mundo inteiro. Seu talento era tão grande que foi encorajado por Guy Laliberte, fundador do Cirque de Soleil e um dos mentores de Brendan, a mostrá-lo em uma escala maior. E assim foi criada a Solfire, na qual as peças levam um pedaço das obras de arte de Murphy.

Atletas como Bruno Soares e Ivan Dodig vestem a marca. Bruno, aliás, já declarou que o que ele mais gosta na marca é que é confortável, com bom material e boa performance em quadra, mas o diferencial mesmo é o estilo, com boa aparência. Continuar lendo

10 reasons why you should like Ivan Dodig.

Versão em português aqui.

“Who’s that guy who plays with Marcelo Melo?” I know you asked yourself at least once in your life. His name is Ivan Dodig and here I give you 10 reasons why you should like him.

  1. He is synchronized with his best friend.
    Yes, it's me asking Marin.  ♥

    Yes, it’s me asking Marin. ♥

    Like in menstrual synchrony. His best friend is Marin Cilic (who’s my favorite player, hi, Marin!) and they’re like best friends forever. Super friends. Really. In 2011 they used the same speech to explain their friendship, it was bizarre.
    – Who’s your best friend on the tour?
    – My best friend is Ivan Dodig. This is his first year on the… ahn, that he broke through the top 100. And we’re coming from the same city, a really small city with five thousand people and we grew up together, practising when we were kids… I’m really happy to see him on the tour, he’s doing well, so we’re spending most of our time, when we’re playing the same tournament, together.
    – Who’s your best friend on the tour?
    – My best friend is Marin Cilic. This is my first year on the top 100 and now, when we’re playing the same tournament, we’re spending a lot of time together. And, well, we’re from the same city, a really small city, five thousand people population, we grew up practising together… I’m happy with it.

    I’m starting to collect money to buy them menstrual pads. Donate, people. Continuar lendo

10 Motivos Para Gostar de Ivan Dodig

There’s also a version in english. Click here.

“Quem é aquele cara que joga com o Marcelo Melo, hein?” Eu sei que vocês já se perguntaram isso uma vez na vida. Ivan Dodig é o nome dele e te dou 10 motivos para pelo menos acompanhá-lo. 🙂

  1. Ele é sincronizado com o melhor amigo.
    Marin Cilic contando sobre seu melhor amigo Ivan Dodig. Lindos.

    Marin Cilic contando sobre seu melhor amigo Ivan Dodig. Lindos.

    Que nem mulher quando convive muito e sincroniza a menstruação. Seu melhor amigo é Marin Cilic (que por acaso é meu tenista de simples sem mononucleose favorito. Beijo no coração, Marin), e eles são muito amigos. Muito. Demais. Juro, os dois usaram o mesmo discurso em 2011 pra explicar a amizade, foi bizarro.
    – Quem é seu melhor amigo no circuito?
    – Meu melhor amigo é Ivan Dodig, esse é o primeiro ano dele no top 100 e somos da mesma cidadezinha de 5 mil habitantes lá da Bósnia, crescemos e treinamos juntos. Estou muito feliz de vê-lo jogar bem no circuito e estamos aproveitando nosso tempo juntos.
    – Quem é seu melhor amigo no circuito?
    – Meu melhor amigo é Marin Cilic, ainda mais nesse meu primeiro ano de top 100, onde estamos passando mais tempo juntos. Fora que somos da mesma cidadezinha de 5 mil habitantes lá da Bósnia e crescemos treinando juntos.

    Vaquinha para um pacotão de absorvente pros dois está aberta. Continuar lendo