37 momentos de Marcelo Melo

  1. Quando ele não aguentava mais escutar ‘Ricardo Mello’
  2. Ou quando ele virou ator global
  3. Ou até mesmo quando ele virou eco. Marcelo celo elo elo elo…
    View this post on Instagram

    Acapulco 2015 !!

    A post shared by Marcelo Melo (@marcelomelo83) on

  4. E aquela vez que ele virou outro animalCG_12dCUcAAo6P2
  5. Quando a bolinha foi embolsada
    bola
  6. Quando ele tentou ganhar o coração de André Sá e foi rejeitado
  7. Quando a Billie Jean King flagrou ele dormindo
  8. Quando ele mostrou que é o Elton John nacional
  9. Quando ele faz pontos incríveis de um modo casual
  10. Quando ele dá uma daquelas entre as pernas
  11. Uma coisa que acontece sempre
  12. Sempre MESMO
  13. Tipo, MUITO
    copadavis
  14. Praticamente o rei disso
    rg16
  15. Quando ele foi curtir uma aula de tai chi na China com o Zverev e botaram uma espada na mão desses dois
    marcelo espada e kung fu
    (Inclusive estou aguardando a sequência de Kung Fu Panda, o Kung Fu Giraffes)
    DoNIFGuXUAAfEWM
  16. Quando ele precisou abaixar no discurso
  17. Quando ele entra no modo “pai orgulhoso assistindo o filho ser a árvore na peça de teatro da escola” quando está assistindo o Zverev
    ezgif-6-2bf9fe367f31
  18. Quando um gato quase perdeu uma das sete vidas num smash dele
  19. Quando a coberturinha era muito baixa pra ele
  20. Quando a ATP pediu pra ele cantar uma música de Natal em inglês
  21. Quando ele mostrou todo o gingado
  22. Quando ele perdeu pro Sascha no jogo da torta na cara
  23. Quando ele tomou um saque do Kubot na cabeça e precisou de um saquinho de gelo
  24. Quando ele desejou um feliz dia das mães pra Dona Roxane ♥
  25. E dedicou uma vitória para o pai. ❤
    marcelo pai
  26. Quando ele foi zoado pelo amigo em plena premiação
  27. Quando ele foi definido como ‘girafa com mãos de polvo’
    ezgif-4223956446
  28. Quando ele precisa colocar um monte de toalha pra sentar, já que os bancos são muito pequenos para ele
  29. Quando ele descobriu que não sabia pronunciar ‘Aegon’
  30. Quando ele resolveu atrapalhar a entrevista do Cilic
    marcelo marin atrás
  31. Quando ele estava empolgado dançando com Federer e Zverev e aí percebeu que a câmera pegou a imagem e saiu de fininho
    marcelo sascha roger dança
  32. Quando ele foi visitar as amigas girafas no zoológico
  33. Quando ele quebrou o microfone e teve que usar o do Schwartzman… desse jeito
    marcelo diego
  34. Quando ele, cansado de tomar bolada do Kubi na cabeça, apareceu no treino de capacete
    marcelo capacete
  35. Quando ele não fazia a menor ideia do que era Spice Girls
  36. Mas os melhores momentos foram quando ele ganhou Roland Garros…
    rg18
  37. …e realizou o sonho de ganhar Wimbledon! Você merece, Marcelo. 🙂

Melo faz história e chega na semi do Australian Open

Em mais uma dramática partida e fazendo sua melhor campanha, Marcelo Melo e Ivan Dodig seguem firmes no Australian Open. O mineiro e o croata derrotaram o espanhol Feliciano Lopez e o bielorrusso Max Mirnyi em dois sets a um, com parciais de 6/0, 3/6 e 7/6.

O primeiro set, ao contrário do que todos imaginavam, foi tranquilo. Marcelo e Ivan dominaram todos os pontos com devoluções certeiras e bons saques. A dupla perdeu apenas quatro pontos nos games de serviço e ganhou mais de 60% dos pontos nos games de devolução.

Lopez e Mirnyi voltaram para o jogo no segundo set. O espanhol e o bielorrusso conseguiram firmar seus saques e quebraram Dodig e Melo no único game de saque deficiente da dupla, empatando a partida em 1 a 1. Uma quebra para cada lado aconteceu no último e decisivo set, continuando equilibrado e indo para o tie-break. Ali, dois mini-breaks para cada lado e a partida permaneceu na igualdade até o 5-4, quando Dodig pontuou com um lob e Melo fechou a partida em ponto espetacular.

Com esta vitória, Melo e Dodig avançam para semifinal e enfrentam os franceses Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut, que venceram seus compatriotas Julien Benneteau e Edouard Roger-Vasselin, os atuais campeões de Roland Garros, em dois sets a um. Esta é a quarta vez que Melo e Dodig disputam uma semifinal de Grand Slam, sendo duas no US Open (2013 e 2014) e outra em Wimbledon 2013, na qual fizeram final.

Melo avança nas mistas e Peya/Soares são derrotados

Marcelo Melo e Katarina Srebotnik estrearam com vitória na chave de mistas do Australian Open. Na primeira rodada, o mineiro e a eslovena tiveram vida fácil contra os espanhóis Arantxa Parra Santonja e David Marrero, vencendo em 6/1 e 6/4. Na próxima rodada, Melo e Srebotnik enfrentam os australianos Luke Saville e Daria Gavrilova.

Já Bruno Soares entrou em quadra na madrugada deste sábado para disputar a segunda rodada da chave de duplas. Ao lado do austríaco Alexander Peya, Bruno passou por apuros contra a dupla formada por Oliver Marach e Michael Venus, sendo derrotados em sets diretos, com parciais de 6/4 e 7/6.

Marach, austríaco e ex-parceiro de Peya, foi o destaque da partida, colocando pressão nos saques dos adversários e ganhando pontos com seus golpes potentes. No terceiro game, Marach e Venus conquistaram a única quebra do primeiro set no saque de Bruno. O segundo contou com uma melhora na performance de Bruno e Peya, até então apagados. O mineiro melhorou o serviço e a partida ficou equilibrada, levando para o tie-break, no qual contou com muitas mini-quebras e vantagem para os adversários nos últimos pontos.

Na próxima rodada, Marach e Venus enfrentam os italianos Simone Bolelli e Fabio Fognini, responsáveis pela eliminação de Raven Klaasen e Leander Paes.

Melo e Mirnyi avançam em Auckland

O mineiro Marcelo Melo e seu parceiro da semana, o bielorrusso Max Mirnyi, venceram mais uma em Auckland, na Nova Zelândia. A dupla derrotou o alemão Andre Begemann e o holandês Robin Haase em sets diretos, com parciais de 7/6(9) e 7/5.

Foto: Chris Symes
Foto: Chris Symes

A partida foi disputada até o último ponto. No primeiro set, o time de Melo conquistou a primeira quebra, abrindo 3-1, mas Begemann e Haase devolveram a diferença no game seguinte, com o jogo continuando acirrado e sendo decidido no tie-break. Marcelo e Mirnyi conquistaram o primeiro set na quinta oportunidade e administraram a vantagem obtida no décimo primeiro game do set seguinte, saindo vitoriosos.

Os adversários de Melo e Mirnyi na semifinal sairão da partida do britânico Dominic Inglot e o romeno Florin Mergea contra os neozelandeses Artem Sitak e Michael Venus.

Melo e Soares vencem o Prêmio Brasil Olímpico na categoria tênis

Marcelo Melo e Bruno Soares participaram da premiação anual realizada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) na última terça-feira e receberam o prêmio de melhores do ano no tênis. O prêmio contou com a presença dos melhores atletas de diversas modalidades e teve Arthur Zanetti, Martine Grael e Kahena Kunze eleitos como melhores do ano no geral.

(Foto: André Durão)
(Foto: André Durão)

Os juvenis Marcelo Zormann e Orlando Luz também estavam presentes e receberam homenagens pelo desempenho nos Jogos Olímpicos da Juventude, conquistando ouro nas duplas e prata em simples com Orlandinho. Outros brasileiros vitoriosos na competição, como a ginasta Flávia Saraiva, vencedora de três provas, também receberam o prêmio.

(Foto: André Durão)
(Foto: André Durão)

O evento aconteceu no Theatro Municipal do Rio de Janeiro com apresentação de Fernanda Gentil e Otaviano Costa e premiou 46 atletas em 43 modalidades, além da presença de ilustres nomes do esporte.

Marcelo Melo e Bruno Soares jogam juntos em Florianópolis

O Correios Brasil Masters Cup será uma grande oportunidade para conferir ao vivo os tenistas mineiros Marcelo Melo e Bruno Soares, duplistas que encerraram pelo segundo ano consecutivo a temporada entre os 10 melhores do ranking mundial da ATP.

Marcelo Melo encerrou sua temporada competitiva no último domingo com o vice-campeonato do ATP Finals ao lado do croata Ivan Dodig, uma final inédita para o tênis brasileiro nas duplas. O único que conseguiu ir à final do torneio antes de Melo foi Gustavo Kuerten em 2000.

Melo conquistou este ano o título ATP de Auckland, na Nova Zelândia, jogando ao lado do austríaco Julian Knowle. Com o resultado em Londres, ele fecha o ano como número 6 do mundo.

Bruno Soares também fechou o ano competitivo no ATP Finals ao lado do parceiro austríaco Alexander Peya, na fase de grupos. Ao lado de Peya, ele conquistou este ano o ATP de Queen’s, na Inglaterra, e o Masters 1000 do Canadá, em que sua dupla enfrentou a de Marcelo Melo na final, marcando a inédita disputa entre dois brasileiros pelo títulos de um Masters 1000.

Uma das duplas mais cotadas para os Jogos Olímpicos Rio-2016, Marcelo Melo e Bruno Soares também foram decisivos para o Brasil na Copa Davis deste ano, vencendo suas partidas contra Equador e Espanha para ajudar a equipe a retornar ao Grupo Mundial. Em Copa Davis, eles têm oito vitórias e apenas uma derrota, sendo o único revés há quatro anos.

Bruno Soares e Marcelo Melo se juntam no Costão do Santinho, em Florianópolis, na sexta-feira, dia 21 de novembro, às 21h (de Brasília) para enfrentar no Desafio Olímpico a dupla formada por André Sá e Thomaz Bellucci, outro tenista que foi fundamental na vitória do Brasil diante da Espanha no Ginásio do Ibirapuera, vencendo suas duas partidas de simples. A partida será transmitida ao vivo pelo Sportv2.

Bryans conquistam o Finals pela quarta vez

Bob e Mike Bryan conquistaram seu quarto título de ATP Finals neste domingo ao derrotar o brasileiro Marcelo Melo e o croata Ivan Dodig em 2 sets a 1, com parciais de 6/7, 6/2 e 10-7.

melo14finals_gw_16112014018

No primeiro set, Dodig e Melo salvaram quatro break points no 4/3 e confirmaram seus saques, levando para o tie-break e conquistando o set. Os americanos reagiram no segundo, quebrando o saque de Melo em duas oportunidades. A partida foi decidida no match tie-break, que contou com novo mini breaks no total e vitória dos gêmeos.

“Mais uma vez a partida foi decidida nos detalhes. Foi um belo jogo, mas uma pena, mesmo, a vitória ter escapado. Tivemos uma semana fantástica, fizemos excelentes jogos, com boas vitórias”, comentou o mineiro. “Seria melhor a vitória, logicamente. Mas esse ano foi excelente, de superação. Ivan e eu não jogamos alguns torneios grandes juntos, por causa de lesão, porém mesmo assim entramos no Finals. Chegar a decisão é uma satisfação imensa”, completou.

Este foi o décimo título dos Bryan na temporada, finalizada com 64 vitórias e 11 derrotas. Já Marcelo e Ivan fizeram história ao serem os primeiros brasileiro e croata a disputar uma final de duplas no Finals. A última vez que um brasileiro disputou o Finals foi em 2000, com Guga conquistando o torneio.

Bryans vencem e enfrentam Melo na final

Bob e Mike Bryan confirmaram o favoritismo e derrotaram os franceses Julien Benneteau e Edouard Roger-Vasselin em 2 sets a 0, com parciais de 6/0 e 6/3. Os gêmeos buscam seu quarto título no último torneio do ano.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Em uma partida marcada por muitos erros e baixo aproveitamento no segundo saque dos franceses, Bob e Mike perderam apenas três pontos em seus primeiros serviços e converteram quatro de cinco break points, enquanto os franceses conquistaram apenas sete pontos no primeiro set. Essa foi a quarta derrota sofrida por Benneteau e Vasselin contra os norte americanos.

Os Bryan retornarão em quadra neste domingo para a decisão contra o brasileiro Marcelo Melo e o croata Ivan Dodig. As duplas já se enfrentaram em outras seis oportunidades, com quatro vitórias dos gêmeos. A partida acontecerá às 13h30, horário de Brasília, e terá transmissão do canal Sportv2.

Com drama e de virada, Melo e Dodig vencem e avançam para a final

Em partida dramática, Marcelo Melo e Ivan Dodig superaram Lukasz Kubot e Robert Lindstedt, até então invictos, em 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/4 e 10-6.

Foto: Gustavo Werneck/VIPCOMM
Foto: Gustavo Werneck/VIPCOMM

“É realmente uma emoção muito grande ir para decisão do Finals. No ano passado, a gente fez vários jogos de alto nível, mas paramos na semifinal. Passar para final é uma bela recompensa pelo ano difícil que tivemos”, destaca Melo. A última vez que o Brasil foi representado na final do torneio foi com Gustavo Kuerten, em 2000, em Lisboa, na antiga Master Cup. Na ocasião, o catarinense conquistou o título.

O primeiro set foi marcado pelo baixo aproveitamento de saque da dupla de Melo, enfrentando seis break points e sendo quebrados no 4/4. No segundo, os papeis se inverteram, com Lindstedt tendo seu saque ameaçado por cinco vezes e sendo quebrado no 4/5, dando a vitória do set para seus adversários e levando a decisão para o match tie-break. Marcelo e Dodig começaram abrindo 6-1 e, mesmo com Kubot e Lindstedt devolvendo dois mini-breaks, o mineiro e o croata administraram a vantagem, fechando em 10-6.

“Foi um jogo muito tenso. Tivemos uma pequena chance no primeiro set, mas não aproveitamos e perdemos. A chave da vitória foi não perder o foco depois de o Ivan ter o saque quebrado. Continuamos focados, acreditando no nosso jogo. Aproveitamos a única oportunidade que tivemos e vencemos o segundo set. Abrimos uma boa vantagem, mas o match tie-break é sempre uma novela. Abrimos 6 a 1 e, logicamente, todos estavam tensos, nervosos. Mas tivemos calma para finalizar”, completa o mineiro.

Com a vitória, Melo e Dodig avançam para a final e esperam os vencedores da partida entre os irmãos Bryan e os franceses Julien Benneteau e Edouard Roger-Vasselin. A final será neste domingo, às 13h30, com transmissão do Sportv2.

Kubot e Lindstedt vencem a terceira e enfrentam Melo na semi

Lukasz Kubot e Robert Lindstedt finalizaram sua campanha na fase de grupos do ATP Finals com três vitórias, liderando o Grupo A da competição. O polonês e o sueco venceram Jean-Julien Rojer e Horia Tecau em 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 7/6.

Tecau sofreu uma quebra em seu saque no primeiro set, deixando os adversários na vantagem. O romeno voltou a ser quebrado no segundo set, o que não impediu a reação de sua dupla, devolvendo a quebra no saque de Lindstedt e igualando o set. Com os saques sendo confirmados, o set foi para o tie-break, que contou com múltiplos erros de Rojer e Tecau, dando a vitória para os invictos do grupo A.

Kubot e Lindstedt, com a liderança garantida, enfrentarão o brasileiro Marcelo Melo e seu parceiro, o croata Ivan Dodig, na semifinal, programada para este sábado. A outra semifinal contará com os franceses Julien Benneteau e Edouard Roger-Vasselin e os vencedores de Peya/Soares x Bryan/Bryan, partida que acontece nesta sexta-feira, às 15h45, com transmissão do Sportv2.